Publicidade

Correio Braziliense PORTO SEGURO

Porto Seguro é um destino para todos os gostos

Da sofisticação e elegância dedicadas a celebridades à simplicidade de uma vila de pescadores e a alegria da gente descolada, há opções para turistas de diferentes perfis. Experimente todas


postado em 20/09/2018 10:00 / atualizado em 19/09/2018 17:08

Não importa quanto dinheiro você tem na carteira, o importante é se divertir, relaxar, aproveitar e ir embora e sentir vontade de voltar. Nas terras baianas, a programação é intensa e diversificada. É possível se desligar da vida urbana, descobrir cenários paradisíacos, recantos quase inexplorados e desfrutar da companhia de um povo alegre e acolhedor. A melhor dica é aproveitar tudo, passear como um explorador, aprender como um historiador, comer e beber como a realeza portuguesa e vivenciar a experiência como um nativo. Na Bahia, é possível escolher uma tribo para descobrir que você pertence a todas elas.

Igreja Nossa Senhora d’Ajuda

(foto: Secretária Municipal de Turismo de Porto Seguro/Divulgação)
(foto: Secretária Municipal de Turismo de Porto Seguro/Divulgação)

 

Em Arraial d’Ajuda está o primeiro santuário do Brasil: a Igreja de Nossa Senhora d’Ajuda. A imagem da santa chegou em 1549, trazida pelos jesuítas portugueses. Para os turistas, a paisagem e a história do santuário de Nossa Senhora d’Ajuda não pode ficar de fora do roteiro. Para os fiéis, é uma oportunidade de conhecer um pouco de um dos mais antigos e importantes templos católicos do Brasil.


Rua do Mucugê

(foto: arraialdajuda.tur.br/Reprodução)
(foto: arraialdajuda.tur.br/Reprodução)

 

Localizada no centro do distrito, a Rua do Mucugê é recheada de simplicidade e rusticidade, sem deixar de lado a sofisticação. Restaurantes de diversas especialidades estão lá, além de várias lojinhas onde se pode comprar  uma lembrancinha de Porto Seguro. A vida noturna também é um ponto forte, já que bandas de rock, jazz, blues e MPB se apresentam em bares temáticos.

 

Arraial d’Ajuda   

(foto: EgowTur/Divulgação)
(foto: EgowTur/Divulgação)

 

O distrito de Arraial d’Ajuda é um destino charmoso e ativo. De  manhã a noite, são diversas as atividades que agradam desde famílias com crianças pequenas a jovens em busca de diversão. Para ir de Porto Seguro para Arraial, a melhor opção é a balsa. Os valores, por carro (incluindo o motorista) são R$ 18 (em dias de semana) e R$ 22 (fins de semana e feriado) e R$ 4,50 por passageiro extra. Esses valores, porém, podem aumentar durante a alta temporada. Ao pisar no distrito, você se sente num cenário de filme ou novela. As casinhas e comércios são diferentes de tudo o que se vê na “cidade grande” e a sensação é de estar fazendo uma viagem no tempo.

 

“Broduei”

(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)


Considerada por muitos o primeiro centro de entretenimento de Arraial, a Broduei é uma simpática rua que liga a Praça São Brás à Igreja Nossa Senhora d’Ajuda. A ruazinha conta com lojas, bares e restaurantes e lá é possível encontrar suvenires, turistas de todo canto do mundo e um bom drinque.

 

Baleias no habitat

 

(foto: Secretária Municipal de Turismo de Porto Seguro/Divulgação)
(foto: Secretária Municipal de Turismo de Porto Seguro/Divulgação)
 

 

Entre julho e outubro as baleias jubarte migram das águas geladas da Antártica, onde se alimentam durante o verão, para o litoral baiano, para se reproduzirem durante o inverno. A observação desses animais ocorre nesses meses. Os turistas interessados na programaçãopodem contratar um passeio, que é oferecido pela Cia do Mar - Baleia à Vista (www.facebook.com/baleiaavista). A bióloga responsável, Thaís Melo, acompanha os visitantes na busca pelas baleias enquanto dá informações sobre os hábitos dos bichos. A observação é feita segundo as normas de avistagem respeitando a distância entre o barco e os animais e equipamentos de segurança para os observadores a bordo.


A duração do passeio varia, mas a média é de uma hora e meia procurando as baleias. Quando elas são encontradas, a emoção é geral. A oportunidade de observar as baleias totalmente livres é única. Na volta, a bióloga explica os comportamentos vistos e conversa um pouco sobre a importância de cuidar da natureza e deixá-la livre. A bióloga alerta sobre a caça a esses animais, realizada legalmente em alguns países. O passeio dá aos passageiros a sensação de visitar a casa das baleias. Elas surgem repentinamente e parecem saudar os visitantes com pulos, nado sincronizado e até mesmo canto. Quem assiste, fica na expectativa de reencontrá-las, já que sempre é uma surpresa. Dependendo das condições do mar, é possível ouvir o canto das baleias com o auxílio de um hidrofone. O valor é de R$ 220 por pessoa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade