Publicidade

Correio Braziliense BAHIA

Não se avexe, não! Conheça o encanto das baleias-jubarte em Prado/BA

Descubra os encantos de Prado, tão pequenina quanto apaixonante. Lá tem de tudo: tranquilidade, boa comida, cenários deslumbrantes, praias e até baleias! E, o melhor: todo o tempo do mundo


postado em 24/10/2018 16:00 / atualizado em 07/11/2018 16:40

(foto: Fotos: Pousada Casa de Maria/Divulgação)
(foto: Fotos: Pousada Casa de Maria/Divulgação)


Outubro vai chegando ao fim e 2018 não demora muito. Há de se concordar que o ano não está sendo fácil. Copa, com Brasil eliminado mais uma vez. Eleições presidenciais, campanhas árduas, ásperas e repletas de acusações. Fora os milhares de problemas pessoais, que cada um enfrenta ao seu modo, tentando manter a dignidade e a cabeça erguida. Dá ou não dá vontade de fugir? Jogar as roupas numa mala e pegar a estrada? Se você estiver com esse pensamento, o Correio oferece uma opção que, sem dúvida, precisa ser considerada: Prado, no extremo sul da Bahia. Bastam alguns dias.

A cidade é pequena, com cerca de 30 mil habitantes. E, como estamos falando de Bahia, a primeira dica é sem pressa. Chegar a Prado não é tarefa fácil para os moradores de Brasília e Entorno. Não há voo direto da capital federal para o paraíso natural, onde é possível apreciar o balé das baleias-jubartes, a culinária baiana (hum... aquela moqueca...) e alguns dos cartões-postais mais encantadores do “Baêa”. Não é fácil, mas de antemão é preciso avisar: vale a pena!

As baleias- jubartes são as grandes - literalmente - atrações do litoral baiano(foto: Pousada Casa de Maria/Divulgação)
As baleias- jubartes são as grandes - literalmente - atrações do litoral baiano (foto: Pousada Casa de Maria/Divulgação)

Prado é aquele lugar de ruas de paralelepípedo, sabe? A cidade, litorânea, fica em uma região chamada de Costa das Baleias. E não é à toa. É por aquelas bandas do Oceano Atlântico que os mamíferos gigantes costumam ir para acasalar, dar à luz e ensinar os filhotes a nadar. Cheia de charme, Prado tem aquela pracinha típica de interior, no centro, onde casais e grupos de amigos curtem o fim de domingo. Você deve estar pensando: “ok, mas e as praias?. Não se avexe, não! O roteiro é baiano, lembra? Sem pressa... Há, no total, mais de 30 opções de praias na região. São, aproximadamente, 84km de via costeira.

Mar por todo lado 

Elas batem a cauda, esguincham e cuidam dos filhotes. Às vezes, parecem saber que estão sendo observadas(foto: Pousada Casa de Maria/Divulgação)
Elas batem a cauda, esguincham e cuidam dos filhotes. Às vezes, parecem saber que estão sendo observadas (foto: Pousada Casa de Maria/Divulgação)


Há praia em Prado mesmo, nem precisa caminhar muito. Tem barraca, cerveja gelada, sucos de frutas nativas e quitutes. Nada mal para quem está no ‘mode morgação’. Para conhecer as outras, melhores e mais bonitas, é preciso enfrentar a estrada. A Praia da Paixão, por exemplo, fica a 9km da cidade. É perto, mas não se engane. A dica aos turistas é pagar algum motorista que leve, fique lá e traga o visitante de volta. A estrada é de terra. O passeio é bem rústico mesmo. De uma vez só é possível conhecer a Praia do Tororão, que fica ali, vizinha.

Dica: leve sempre dinheiro em espécie. Nem todos os lugares aceitam cartão, porque não há sinal de internet, por exemplo. Aliás, é um passeio ótimo para desligar a mente e os celulares.

No caminho para as Praias da Paixão e do Tororão há um desfiladeiro imenso, formando um cânion, lugar perfeito para tirar fotos e sentir a brisa bagunçar os cabelos (e acalmar o coração). Esse lugar é chamado de Japara Grande. Em baixa temporada, fica praticamente deserto e turistas usam o local como um mirante. É lindo, mas atenção: quem estiver viajando com crianças não solte as mãos dos pequenos. Não há rede ou grade de proteção. (AC)

 

* O repórter viajou a convite da Pousada Casa de Maria

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade