Publicidade

Correio Braziliense

A beleza medieval de Praga, encante-se com a cidade na região da Boêmia

Sobrevivente de duas guerras mundiais, a capital da República Tcheca, abriga monumentos seculares bem preservados e muita história de resistência. A cidade reúne arquitetura antiga com estilo de vida moderno


postado em 05/01/2019 10:00 / atualizado em 09/01/2019 18:29

(foto: Pat h/Flickr )
(foto: Pat h/Flickr )
 

Perder-se pelas ruas de Praga, capital da República Tcheca, é se encontrar com um passado marcante da história do país do Leste Europeu. Engana-se quem diz que a cidade do escritor Franz Kafka e patrimônio mundial da Unesco seja uma mini Paris. Praga tem sua identidade própria, com arquitetura medieval e seu imponente castelo. Em comum com a Cidade-luz, o charme, o romantismo de sobra, os restaurantes incríveis e o carisma sem igual de seus habitantes.

Ao visitar a capital europeia, conhecida como a Cidade das Cem Torres, o turista é, constantemente, obrigado a olhar para o alto. Na Praça da Cidade Velha é onde bate o verdadeiro coração de Praga. Para lá correm as ruazinhas oblíquas do centro histórico, levando os turistas ao contato com o belo e o extraordinário, como a surpreendente torre da prefeitura com o relógio astronômico, mundialmente conhecido. Encanta-se com a beleza da Igreja de Nossa Senhora de Tyn — o monumental templo, em estilo gótico, ícone da capital tcheca. Ela foi construída durante a segunda metade do século 14 no lugar onde se encontrava um antigo edifício que acolhia, à época, comerciantes estrangeiros. Voltando à praça, encontramos também a Igreja de São Nicolau e inúmeras casas coloridas, com vários estilos arquitetônicos, que deslumbram quem decide desfrutar do charme desse lugar.

A caminho do castelo, atravessamos a Ponte Carlos, sobre o Rio Modalva — uma galeria a céu aberto com as imagens de santos, anjos e demônios adornando as laterais, enquanto artistas locais pintam, desenham e bordam o vaivém de centenas de turistas que passam pela ponte medieval. Do outro lado dessa ponte, o Castelo de Praga, que foi a antiga residência dos reis da Boêmia. A imponente fortificação convida ao acolhimento — para muitos turistas, ele é o monumento mais importante de toda a República Tcheca. Dentro dele, o visitante tem acesso ao acervo dos palácios-museus, visita igrejas, construções seculares e o grande jardim em estilo renascentista. Do mirante, se avistam as torres emblemáticas dessa cidade histórica. No fim de tarde, o sol reluz nos telhados de pedras e o dourado se espalha por toda a cidade de Praga.

Proteção do Menino Jesus de Praga

(foto: Wikimedia Commons)
(foto: Wikimedia Commons)

A Igreja de Nossa Senhora Vitoriosa, no Bairro Malá Strana, abriga a imagem do Menino Jesus de Praga. A estatueta tem 47cm de altura é feita de cera, com um núcleo de madeira. Os devotos têm ao longo do tempo ofertado muitos vestidos ricamente bordados, que são trocados ocasionalmente. Anualmente, milhares de fiéis vão a Praga prestar suas homenagens a Jesus e pedir ajuda ou agradecer por uma graça recebida.

Casa dançante

(foto: Sergey Ashmarin/Wikimedia Commons)
(foto: Sergey Ashmarin/Wikimedia Commons)

Difícil não ficar impressionado com a construção moderna da Casa Dançante, entre os prédios em estilos neobarroco, neogótico e art nouveau, no Centro. Fruto do sonho do arquiteto Vlado Miluni, em cooperação com o colega canadense Frank Gehry, o prédio comercial foi construído em 1996. Originalmente chamada Fred e Ginger (Fred Astaire e Ginger Rogers), a casa lembra vagamente um par de dançarinos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade