Publicidade

Correio Braziliense CALENDÁRIO

Em 2019, eu vou para...

Escolha onde será o próximo descanso ou a cultura a ser conhecida, de acordo com pesquisa de site de busca. E, se anime: há programação para todas as épocas do ano


postado em 07/02/2019 10:00 / atualizado em 06/02/2019 14:33

O ano começou, mas o desejo de descansar, escutar o barulho das ondas do mar se quebrando ou o cantar dos passarinhos nunca deixa de existir. Conhecer uma cultura, costumes e pessoas fazem parte da alma do ser humano. E viajar permite embarcar em uma riqueza de sensações únicas. Seja para um lugar pertinho de casa, seja o que precisa de algumas  horas de viagem, o sentimento é o mesmo: liberdade!

Alguns destinos se tornaram queridinhos dos turistas e não perdem o posto. Outros entrarão na rota dos mais visitados no ano de 2019. Um estudo realizado pelo site Viajala, mostrou quais serão os destinos que farão seu coração bater mais forte. Prepare a mala e visite algum lugar desta lista.


São Luís (Maranhão)

(foto: Eduardo Tristão Girão/Estado de Minas)
(foto: Eduardo Tristão Girão/Estado de Minas)

A capital do Maranhão tem uma história rica desde a construção da cidade. Fundada por franceses, conta com uma grande coleção de azulejos e ainda é vizinha da Amazônia. A maioria das praias possui o mar calmo e areia branquinha. Alguns desses lugares se destacam: Mangue Seco, Praia do Amor, Praia do Bonfim e Ponta d'Areia. Há aproximadamente 265km de São Luís, há um dos mais famosos cenários do local, o Parque Nacional dos Lençois Maranhenses, de areia branca e águas que alternam entre as cores azul e verde. A melhor época para visitar a terrinha e aproveitar o sol é no segundo semestre. Já para conhecer os Lençois com as lagoas cheias, o período é de junho a setembro. O valor do bilhete de ida e volta, saindo de Brasília, custa a partir de R$ 530.


João Pessoa (Paraíba)
(foto: Flickr/Divulgação)
(foto: Flickr/Divulgação)

A cidade, que também entra no time de capitais sonho do Brasil, tem mar e gastronomia encantadores. É certeiro: o turista que visita as praias de Coqueirinho, Tambaba, Manaíra e Cabo Branco e saboreia um baião de dois ou carne de sol (pratos típicos) entende a vida de quem mora na região. O período para quem quer pegar dias de sol intenso é de setembro a janeiro. Quem sai de Brasília com destino à capital paraibana de avião, durante essa época, desembolsará a partir de R$ 470, cada trecho.    


Lisboa (Portugal)
(foto: Francesco Milana/CB/D.A Press)
(foto: Francesco Milana/CB/D.A Press)

As ruelas de ladrilhos, os azulejos bem pintados e a língua: o brasileiro que viaja até Lisboa tem a sensação de estar em casa. O lugar é repleto de pontos turísticos e as visitas são obrigatórias. A Torre de Belém, próxima ao Rio Tejo, o Mosteiro dos Jerônimos, o Museu do Carmo e o Oceanário fazem parte do pacote imperdível.

 Não dá para esquecer de repor as energias com o tradicional pastel de belém. A melhor época para conhecer o lugar depende da experiência que se quer ter. Se a vontade é se esbaldar nas praias próximas e aproveitar o verão, junho a setembro são os meses ideais. Mas se a escolha for o inverno, a sorte é de que o período não costuma ser chuvoso e o clima é mais ameno se comparado com outras cidades da Europa. O valor da passagem para quem sai de Brasília (ida e volta), gira em torno de R$ 1.900.


Toronto (Canadá)
(foto: Mariusz Kluzniak/FLickr)
(foto: Mariusz Kluzniak/FLickr)

Aqui, o coração do brasileiro bate forte, tanto para estudar quanto para passear. É o maior centro financeiro do Canadá e fica às margens do Lago Ontário — um dos cincos grandes lagos da América do Norte. A cidade tem diversão para todos os gostos. Vale a pena conhecer a Torre CN, o Museu Real de Ontário, a Casa Loma, o Zoológico e ir as Toronto Islands — três ilhas que são cobertas em um belo passeio de barco. Para quem deseja conhecer Toronto coberta de neve, os meses de dezembro a março têm as temperaturas mais baixas. Abril, maio, setembro, outubro e novembro contam com um termômetro ameno. De junho a agosto, o calor pode ser muito forte. O percurso ida de volta de avião, com saída de Brasília, custa a partir de R$2 mil.


Quito (Equador)
(foto: Guillermo Granja/Reuters - 13/4/12)
(foto: Guillermo Granja/Reuters - 13/4/12)

A capital do Equador consegue chamar a atenção do viajante por causa da cultura, da história e da arquitetura. Há pontos inesquecíveis para se visitar, como o Teleférico, o Centro Histórico, a Casa de la Cultura Ecuatoriana e o Mirante do Cerro El Panecillo. Todos fazem parte do pacote cultural. O clima do local é estável e o tempo seco é entre junho a setembro, bom para andar por Quito sem se preocupar com a chuva. A boa notícia é de que será inaugurado voos diretos a partir de São Paulo, com preço médio de R$ 1.600.

* Estagiária sob a supervisão de Leonardo Meireles

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade