Publicidade

Correio Braziliense

Marinheiro de primeira viagem

Está chegando a hora de embarcar? Viajar de navio é uma experiência que está ganhando cada vez mais adeptos no Brasil. As comodidades são muitas, mas é preciso observar algumas regras


postado em 24/03/2019 10:00

Navio de cruzeiro MSC Preziosa(foto: MSC/Divulgação)
Navio de cruzeiro MSC Preziosa (foto: MSC/Divulgação)


Fazer um cruzeiro é uma experiência inesquecível para grande parte dos viajantes. Conhecer novos destinos a bordo de um navio e ver a imensidão do oceano valem muito a pena, mas, antes de começar a aventura tão aguardada, sempre surgem dúvidas. Afinal, uma viagem marítima tem uma logística totalmente diferente das feitas de ônibus ou de avião.

Mário Rolim Almeida, gerente de marketing da Allianz Travel, que no Brasil atua como representante de seguro da Allianz Seguros no segmento viagem, explica que o cruzeiro conta com alguns diferenciais, como o fato de passar as noites dormindo em alto-mar e alguns dias sem sair da embarcação, por conta do deslocamento entre um porto e outro.

Um navio turístico é, geralmente, um espaço planejado e construído para atender a todas as necessidades do viajante, para que as paradas entre os portos, sejam consideradas passeios turísticos. O viajante que desejar, terá tudo ao alcance na embarcação. Desde as acomodações, passando por restaurantes, serviço de quarto, bares, discotecas, salas de ginástica, serviço médico e pessoal especializado disponível 24 horas do dia. Perfeito para não ter preocupação com a rotina.

Almeida dá quatro dicas para o passageiro que embarcará em um cruzeiro pela primeira vez:


Bagagem


Os cruzeiros, em geral, não estabelecem limite de bagagem, mas existem algumas recomendações: “O ideal é levar duas bagagens por passageiro com, no máximo, 20kg cada e  40cm x 60cm x 30cm de dimensão. Também vale a pena verificar a sugestão de cada companhia. Dentro delas, aconselha-se levar roupas para lazer dentro do cruzeiro, traje para os jantares especiais e calçados confortáveis para quando atracar em alguma cidade. Também é necessário observar os itens que são proibidos em cada cruzeiro”.


Seguro-Viagem


Como em todas as viagens, contar com um seguro é imprescindível. “Existe uma modalidade especial para quem partirá em um cruzeiro, que é o seguro-viagem marítimo. Com ele, o passageiro pode aproveitar seus dias em alto-mar de maneira mais tranquila, sabendo que, caso haja alguma emergência, contará com a cobertura de reembolso, nos termos da apólice.”

Atrações de um cruzeiro(foto: Costa Fascinos/ Divulgação)
Atrações de um cruzeiro (foto: Costa Fascinos/ Divulgação)

Atrações no cruzeiro


Se você acha que o turismo marítimo é monótono, você está totalmente enganado! “Cada dia dentro do cruzeiro conta com atrações especiais e desenvolvidas para aquela viagem. Além, claro, de contar com os espaços de convivência, como piscina, restaurante e, em alguns cruzeiros, áreas para a prática de esporte. Então, sempre vale consultar o informativo para verificar a programação de cada dia.”


Turismo nas paradas


Chegou a hora de desembarcar do cruzeiro e conhecer um novo ponto turístico. “Antes de viajar, monte um roteiro turístico e separe dinheiro para cada parada. Verifique o horário de embarque e desembarque do cruzeiro em cada cidade para aproveitar ao máximo. Com você, leve o básico em uma mochila pequena, como dinheiro, celular, câmera fotográfica, protetor solar, uma roupa leve e, caso o turismo seja internacional, o passaporte. E, claro, divirta-se!”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade