Publicidade

Correio Braziliense EXPERIÊNCIAS

Conheça as marinas que esbanjam luxo e água fresca

Mais que ancoradouros, as marinas são um verdadeiro centro de entretenimento aos que buscam requinte à beira-mar. Embarcações abrem possibilidades de viagens de aventura em vários destinos


postado em 12/04/2019 10:00 / atualizado em 10/04/2019 15:06

Mais do que um luxo para poucos, navegar é um estilo de vida. Seja para o esportista, que tira dos ventos o combustível necessário para impulsionar o seu veleiro águas adentro ou para quem prefere os motores dos majestosos yachts e invejadas lanchas, todos dependem de um espaço à beira d’água para ancorar sua embarcação. As estruturas de atracagem podem ser de dois tipos: as garagens náuticas, que são mais simples e contam com serviço de guarda dos barcos, limpeza e manutenção ou; as marinas, aquelas mais completas, com variados serviços de lazer aos navegantes.

No Brasil, a quantidade de marinas ainda é baixa, apesar de sermos o 16º país na lista de maiores costas marítimas. São 7.941 quilômetros de extensão litorânea, que se estende desde o Oiapoque, em Amapá  ao Chuí, no Rio Grande do Sul. Tudo isso, sem contar os ambientes lacustres e fluviais navegáveis, como em nossa capital, que é a quarta região brasileira com a maior quantidade de embarcações, são 52 mil navegando nos 48 quilômetros quadrados do Lago Paranoá. Nas terras tupiniquins, os esportes náuticos carecem de entusiastas, como ocorre em Mônaco, cidade-estado famosa pelo extenso número de embarcações.

Confira dez marinas que são pura ostentação.

Porto Camille Rayon, Costa Azul, França

(foto: Bernard Allegretti/Flickr)
(foto: Bernard Allegretti/Flickr)

Localizada na Riviera Francesa e banhada pelas azuis e cristalinas águas do Mar Mediterrâneo, a marina de Camille Rayon possui 21 boas opções entre bares, restaurantes e cafés para atender o exigente público vindo de uma das 841 vagas de ancoragem. As variadas opções têm um alto preço, as diárias podem chegar a U$ 1,6 mil, cerca de R$ 6,8 mil.

Yacht Haven Grande, São Tomás, Ilhas Virgens Americanas

(foto: Wikimedia Commons/Reprodução)
(foto: Wikimedia Commons/Reprodução)

Localizado no arquipélago das Pequenas Antilhas, entre o mar do Caribe e o Oceano Atlântico,  São Tomás, Santa Cruz e São João e outras 50 pequenas porções de terra formam as Ilhas Virgens Americanas. Na primeira, é onde está instalada a marina de Yacht Haven Grande. Ela conta com serviços de recarga de energia, higienização, abastecimento, lavanderia, bares, mercados e restaurantes. Quem deseja aportar no local deve desembolsar até  U$ 889, cerca de  R$ 3,7 mil.

Porto de Saint Tropez, Saint-Tropez, França

(foto: Fabrizio/Flickr)
(foto: Fabrizio/Flickr)

Em um dos pontos mais cobiçados da costa francesa, está instalada a marina homônima à cidade, Saint Tropez. A pequena vila tornou-se sinônimo de sofisticação, após a majestosa atriz francesa Brigitte Bardot se mudar para o local, ainda nos anos 60. A partir daí, uma inundação de turistas milionários passaram a visitar a cidadela. Um recanto para os abastados, as cifras de ancoragem podem não assustar. As diárias chegam a custar U$ 4,4 mil. Convertidos em nossa moeda, chegam aos cinco dígitos, são R$ 18,7 mil a serem desembolsados a cada noite.

Ibiza Magna, Ibiza, Espanha

(foto: Javier Ortega Figueiral/Flickr)
(foto: Javier Ortega Figueiral/Flickr)

Destino dos baladeiros, Ibiza é conhecida pelas estrondosas festas regadas a muito dinheiro e champanhe. Além dessas animadas opções, o turquesa do mar Mediterrâneo atrai turistas de todo o mundo à ilha. A localização central da marina permite o fácil acesso aos pontos turísticos da cidade, como os museus Arqueológico e de Arte Contemporânea, o centro antigo e as praias de Formentera. Os interessados em descansar no porto deverão pagar, ao menos, R$ 1,6 mil ou R$ 6,8 mil por dia.

ACI Marina Split, Split, Croácia

(foto: Neil Cooper/Flickr)
(foto: Neil Cooper/Flickr)

Às margens do Mar Adriático, um golfo formado no Mar Mediterrâneo, a cidade de Split é a mais importante da região da Dalmácia e a segunda maior de toda Croácia. Uma das maiores atrações é o Palácio de Diocleciano, imperador que governou Split entre os anos 284 e 305. A construção é considerada a mais conservada do mundo romano e fica em frente ao porto, de onde partem os navegantes com destino às principais ilhas do Adriático. A marina ACI conta com 318 vagas molhadas e 30 secas para a parada das embarcações. Para aproveitar as instalações do embarcadouro, o navegante tem de pôr a mão no bolso sem dó, as diárias podem chegar a U$ 2,4 mil, o que corresponde a cerca de R$ 10 mil.

Marina de Portofino, Gênova, Itália

(foto: FrenziM's/Flickr)
(foto: FrenziM's/Flickr)

A cidade portuária Gênova tem uma importante ligação com a América. Lá, nasceu Cristóvão Colombo, explorador que acidentalmente descobriu o continente Americano, em 12 de outubro de 1492. A diversidade arquitetônica é uma grande atração, as ruelas antigas que guardam história e arte se misturam às construções modernas cheias de programas diferentes. A Marina de Portofino é disputadíssima, são apenas 14 ancoradouros e as reservas precisam ser feitas com meses de antecedência. Além dos esforços para conseguir uma vaga, o navegante deverá desembolsar uma pequena fortuna, cerca de U$ 2 mil, R$ 8,4 mil por dia. O alto valor deve-se à exclusividade de aportar nesta pequena marina.

Marina One Ocean Port Vell, Barcelona, Espanha

(foto: Wikimedia Commons/Reprodução)
(foto: Wikimedia Commons/Reprodução)

Cravada no coração de Barcelona, a One Ocean foi construída em 1992, para os Jogos Olímpicos de Verão de 1992 e têm capacidade para abrigar 151 embarcações. O luxo se mescla com a preocupação ambiental, a empresa foi uma das pioneiras em ações de responsabilidade social na cidade. As instalações permitem uma experiência de requinte no restaurante e bar, dispostos com vista para o mar, além de academia e atividades físicas como pilates e cuidados estéticos. Os interessados deverão desembolsar, no mínimo,  U$ 1,8 mil na diária, cerca de R$ 7,6 mil.

Porto Jose Banus, Marbella, Espanha

(foto: Hector MacLean/Flickr)
(foto: Hector MacLean/Flickr)

Com ares provincianos, a cidade de Marbella é dona de um charmoso centro histórico, repleto de fontes e varandas floridas. Inflando o belo quadro cultural, museus espalhados pela vila trazem em seus acervos desde plantas às renomadas obras de Salvador Dalí, Joan Miró e Picasso. Os encantos naturais também despertam o interesse dos turistas, as águas esverdeadas da região são um verdadeiro convite ao refresco. Neste privilegiado ambiente, está localizada a marina de Jose Banus. Ela dispõe de 915 vagas para barcos de até 50 metros de comprimento. Os valores para desfrutar ancorado deste paraíso podem chegar a U$ 3,5 mil, o que vale R$ 15 mil por dia.

Marina de Porto Cervo, Sardenha, Itália

(foto: Wikimedia Commons/Reprodução)
(foto: Wikimedia Commons/Reprodução)

Banhada pelas translúcidas águas do Mediterrâneo, a segunda maior ilha deste mar é a Sardenha. A riqueza de azuis do oceano contrasta com as areias claras da rochosa costa. O visual deslumbrante atrai turistas riquíssimos a bordo de seus iates, que podem desfrutar da grande estrutura da Marina de Porto Cervo, localizada ao norte da ilha. Os serviços do porto incluem hospedagem, restaurantes, bares, além dos cuidados com a embarcação. O luxo tem seu preço e ele é bem alto, a diária pode chegar a U$ 2,5 mil ou a R$ 10,8 mil.

Marina Grande, Ilha de Capri, Itália

(foto: Juan Antonio Segal/Flickr)
(foto: Juan Antonio Segal/Flickr)

Capri é uma pequena e luxuosa ilha do Mar Tirreno, sua pequena dimensão abriga grande diversidade natural. Localizada no golfo de Nápoles e próxima ao continente, ela é banhada por águas de tom azul profundo, que cercam grutas e formações rochosas inacreditáveis. A principal porta de entrada de Capri é a Marina Grande, localizada ao norte da ilha. As embarcações ancoram defronte às coloridas construções. No local, estão disponíveis 300 vagas para ancoragem e um serviço exclusivo aos usuários do porto, que podem contar com hospedagem e opções de alimentação e bares. As diárias podem chegar a mais de U$ 2,7 mil, cerca de R$ 11 mil.

* Estagiária sob supervisão de Taís Braga

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade