Publicidade

Correio Braziliense EUA

Locais de Miami para fazer compras a preço de custo

A cidade americana não perde o encanto. É um verdadeiro templo da perdição para brasileiros, que adoram aproveitar os preços mais baixos e comer sem culpa. Vale a pena conhecer o lado hipster


postado em 04/05/2019 09:00 / atualizado em 02/05/2019 18:53

(foto: Marden Couto/Divulgação)
(foto: Marden Couto/Divulgação)

 

Ah, Miami! A cidade está no imaginário de quase todo brasileiro! Na mais latina das cidades norte-americanas, o turista busca praia, compras e muita, mas muita diversão. O sol brilha o ano inteiro e, não por acaso, é conhecida como capital mundial dos cruzeiros marítimos. Caminhar pelas ruas de Miami Beach, de Wynwood e de Brickell é pura diversão. Isso sem falar das inúmeras idas aos shoppings para renovar o guarda-roupas e comprar equipamentos.

 

O clima é chique e descolado ao mesmo tempo, algo contagiante. Pessoas bronzeadas, com roupas coloridas, circulam entre a areia da praia e a Lincoln Road, 12 quarteirões exclusivos para pedestres e lotados de lojas e de restaurantes. Um dia perfeito inclui um passeio de bicicleta pelo calçadão (US$ 6,50 a hora), uma esticadinha na areia pra ficar da cor do pecado, comprinhas na Lincoln Road (não deixe de ver as lojas conceito da Apple e da Nespresso) e balada regada a drinques servidos em taças imensas. Vale também caminhar pela Collins Avenue, a avenida principal de Miami Beach, onde ficam os muitos hotéis, lojas e restaurantes. Dê uma passadinha na Española Way, ruazinha charmosa com restaurantes moderninhos! A praia é bem diferente da que estamos acostumados no Brasil. Não há quiosques nem vendedores ambulantes, mas tem protetor solar, bebedouro e banheiro gratuitos. E aquelas casinhas de madeira coloridas dos salva-vidas, que são a marca do destino.

 

Carrões conversíveis são vistos o tempo todo nas ruas, das marcas mais famosas e modelos recém-lançados. Mas não se intimide, pois a cidade abriga todas as tribos, sem preconceitos. Quando a noite cai, os letreiros em neón, que enfeitam os mais de 800 pequenos prédios art déco, deixam o lugar ainda mais festivo. É nesta hora que a Ocean Drive, avenida à beira-mar, ferve com as baladas liberais. Na Lenox Avenue, esquina com a Lincoln Road fica uma unidade do famosíssimo sanduíche nova-iorquino Shake Shack. À primeira vista, parece mais um hambúrguer, mas o sabor é bem diferente. Experimente o suculento shroom burger (US$ 7,29), acompanhado de batatas fritas com queijo e bacon (US$ 4,89), e um milkshake de caramelo com flor de sal (US$ 5,29). Junk food que não sairá tão fácil da lembrança. Um passeio imperdível é o de trolley, com quatro linhas diferentes (Norte, Centro, Sul e Express), que passa por toda a ilha de Miami Beach. Você pode subir e descer em qualquer ponto, sem pagar nada!

 

 

 

 

Arte sob o céu

 

(foto: Marden Couto/Divulgação)
(foto: Marden Couto/Divulgação)

 

O bairro mais hispter de Miami tem que estar no roteiro do turista que pretende conhecer o melhor da cidade. São dezenas de murais grafitados ao longo de 16 quarteirões. O burburinho, porém, se concentra no entorno do Wynwood Walls, que fica na 2ª Avenida, entre as ruas 25 e 26. O Wynwood é uma galeria a céu aberto, com lindos e enormes murais, pintados por mais de 50 artistas do mundo. De tempos em tempos, os painéis são renovados, mas sempre tem algo incrível para ver. Artistas brasileiros, como Os Gêmeos e Kobra, já deram suas pinceladas por lá. É divertido seguir caminhando e descobrindo um novo grafite a cada esquina.

 

A região tem atraído muitos bares e restaurantes interessantes. É nela que se pode encontrar o donuts mais cobiçado de Miami, no The Salty Donut, na Rua 23. Sempre tem fila para comprar as argolas fofinhas com coberturas que saltam aos olhos. Experimente o de maple + bacon (US$ 3,5) e o de chocolate com avelã (US$ 4,25), que são maravilhosos. Para acompanhar, um chá gelado de tangerina com limão (US$ 5). Outra boa pedida gastronômica é o Taiyaki NYC, curioso sorvete japonês, com casquinha em formato de rabo de peixe, recheada com pasta de feijão (US$8). Tem sabores como chá-verde e gergelim preto. O arremate com confeitos em formato de unicórnio deixa o quitute ainda mais instagramer.

 

 

Downtown e Brickell

 

(foto: Marden Couto/Divulgação)
(foto: Marden Couto/Divulgação)

 

O roteiro que vai encantar o turista no centro de Miami começa no Bayside Marketplace, um shopping ao ar livre com vista para o porto. Além de muitas lojas, lá estão as típicas redes de restaurantes americanos, como o Hard Rock Café, o Hooters, o Bubba Gump e o Fibe Guys. É de lá que saem os passeios de barco (US$ 38), que passam pelas mansões dos ricos e famosos. E o ônibus turístico (US$ 44), que percorre os principais pontos de interesse da cidade.

 

Ao lado, no próprio Biscayne Boulevard, fica a Freedom Tower, um lindo edifício histórico que hoje abriga o Museu de Arte e Design. Em frente a ele está a American Airlines Arena, casa do Miami Heat, onde são realizados os jogos de basquete da National Basketball Association (NBA). Caminhando na direção oposta, chega-se ao Brickel, centro financeiro da cidade. É impressionante a quantidade de arranha-céus espelhados, que parecem competir entre si para ver qual é o mais alto. Pessoas engravatadas correm de um lado para o outro para fechar seus negócios. É o lado corporativo de Miami, que se integra à rotina de férias dos visitantes. Ali estão a maioria dos hotéis cinco estrelas da cidade, e um shopping supermoderno, o Brickell City Centre. Uma forma interessante para conhecer o centro da cidade é pegar o Metromover, um trem gratuito, com quatro linhas que circulam por todo o bairro. Você pode subir e descer onde quiser.

 

Desejos de perdição

 

(foto: Sawgrass Mills/Divulgação)
(foto: Sawgrass Mills/Divulgação)

 

 

Estados Unidos é quase sinônimo de compras para brasileiros. É possível comprar os mesmos produtos vendidos no Brasil pela metade do preço, além de itens que não são encontrados por aqui. Uma boa dica, quando chegar ao shopping, é ir direto no balcão de informações, apresentar o passaporte, e pegar o guia de descontos. O livrinho tem ofertas de quase todas as lojas, e elas se somam os descontos oferecidos nas vitrines. O que garante em média uns 50% a menos na maioria dos produtos.

 

Outro shopping bastante visitado é o Sawgrass Mills, que fica a 40 minutos de Miami. Ele é o maior outlet da Flórida, com mais de 350 lojas, incluindo uma seção com grifes de luxo, como Prada, Gucci e Dolce & Gabbana. Lojas como Thommy Hilfiger, Victoria’s Secret, Calvin Klein, Kipling e Nike são paradas certas. Há, ainda, as lojas de departamento, como a Marshalls, a Ross e a BrandsMart. Para eletrônicos, prefira a BestBuy, que tem preços melhores que lojas menores. E se você gosta de cosméticos, dê uma passada no Walgreens, uma mistura de farmácia e loja que enlouquece a mulherada. Para comprar comidinhas, uma boa pedida é ir ao supermercado. O ideal é ficar pelo menos uma semana em Miami. Além dos passeios, vale a pena conhecer Design District, Bal Harbour, Little Havana, Coral Gables, Coconut Grove e Key Biscayne. Esticadinhas para ver os crocodilos em Everglades National Park, as fazendas de orgânicos em Homestead, e o ponto mais ao Sul dos EUA, em Key West, também rendem boa diversão!

 

 

Conforto à beira-mar

 

(foto: W South Beach/Divulgação)
(foto: W South Beach/Divulgação)

 

O W South Beach, um luxuoso hotel que fica na Collins Avenue, de frente para a praia, tem 408 quartos, spa, restaurantes, quadras de basquete e tênis, piscinas, sauna, boate, academia e bicicletas. A suíte é linda e enorme, com objetos de decoração modernos e varanda com vista para o mar. O banheiro tem bancada de mármore, duas pias e chuveiro multiduchas. Na minicozinha há sempre café e chá disponíveis. O hotel tem uma ótima estrutura na praia, com cadeiras, guarda-sóis e toalhas para hóspedes.

 

Além do serviço de bar, com garçons que atendem na areia. A piscina do hotel é um convite para se refrescar no fim da tarde, na volta dos passeios. A diária custa a partir de US$ 400, e o café da manhã é cobrado à parte. Informações: www.marriott. com.br/hotels/travel/miaws-w-south-beach. (LB)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade