Publicidade

Correio Braziliense

O belo e feliz paraíso a dois passos

Aruba, uma das ilhas do Caribe, consegue ser refúgio para todo e qualquer tipo de público e ocasião. Os dias de sol parecem não ter fim


postado em 20/07/2019 10:00 / atualizado em 17/07/2019 11:57

(foto: Renato Ferraz/CB/D.A Press - 13/2/09)
(foto: Renato Ferraz/CB/D.A Press - 13/2/09)


Da imensidão que se perde de vista e ladeada pelas águas cristalinas, Aruba pode ser um belo refúgio para quem procura uma temporada tranquila e com muito sol. “A ilha feliz” — 78% dos moradores refletem este sentimento, de acordo com o estudo realizado pela Autoridade de Turismo de Aruba em parceria com Rosen College of Hospitality Management, da Universidade da Florida Central —, faz parte do Reino dos Países Baixos, é banhada pelas águas do Caribe e tem 180 quilômetros quadrados, com dias de sol intermináveis. As temperaturas chegam a variar entre 24º e 30ºC. Fora da rota dos furacões do Caribe, o lugar é ideal para casais, famílias, grupos de amigos e casamentos à beira da praia.

Aruba tem, em seu território, aproximadamente 16 praias e enseadas prontas para banho, recomendadas para o exercício de diferentes atividades. A exemplo de Palm Beach, com uma diversificada estrutura para os banhistas. É o lugar onde também se tem acesso a bares, cassinos e shoppings. A Arashi Beach é a praia queridinha dos moradores. O clima familiar contribui para que seja menos movimentada, ideal para quem não gosta de lugar com tantas pessoas. O mar,  verde-esmeralda, tem correnteza suave para alegria daqueles que estão iniciando o surf e o body boarders.

Eagle Beach foi eleita a terceira melhor praia do mundo pela TripAdvisor neste ano. Procurada pelos turistas para a prática de esportes aquáticos, é um dos inúmeros cartões-postais da ilha com sua areia fina e branca. Outra praia do paraíso é a Baby Beach, localizado a extremo sul da ilha. Em formato de meia-lua, o mar tem águas calmas e rasas. É considerada uma boa opção para famílias com crianças e para quem gosta de praticar esportes como snorkeling (mergulho).

(foto: Autoridade de Turismo de Aruba (ATA)/Divulgação)
(foto: Autoridade de Turismo de Aruba (ATA)/Divulgação)

A paradisíaca Aruba também tem regiões que ganham o coração do turista, com vida agitada e ruas charmosas, por exemplo, o Oranjestad. É possível encontrar lojas internacionais de luxo, butiques, bares, cassinos e restaurantes. A capital da ilha agrega seu lado histórico. O edifício mais antigo, construído em 1798, chamado de Forte Zoutman, foi edificado com o intuito de proteger a cidade dos piratas. A Torre Willem III, erguida em 1868, era o farol e o relógio para quem por ali passava.

Língua


Vale lembrar que a língua de origem é o papiamento. Então, é comum escutar “Bon bini”, que quer dizer bem-vindo quando se aterrizar em solos arubanos. Mas a boa notícia é que o inglês também é falado pelos moradores. Não é só. Os sabores da culinária de Aruba são uma fusão de todos os povos que já passaram pela região. Há um pouquinho de cada costume nos pratos que são servidos. Do pirata ao comerciante, dos escravos africanos aos colonizadores da Holanda e da Espanha. O difícil será escolher a delícia do dia.


Documentos


Segundo o site de Aruba, para a entrada na “ilha feliz”, os brasileiros não precisam de visto, mas é necessário se atentar a outros requisitos exigidos:
  • Passaporte dentro do prazo de validade
  • Cartão internacional de vacina contra a febre amarela
  • Passagem de ida e volta válida
  • Declaração de renda capaz de financiar a temporada no lugar. Recomenda-se US$ 150 por dia, no cartão de crédito ou em dinheiro, cerca de R$ 570
  • Provar reserva de hospedagem válida durante o período da visita
  • Preencher o cartão de imigração disponível no endereço https://edcardaruba.aw/#
 
* Estagiária sob supervisão de Vicente Nunes 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade