Publicidade

Correio Braziliense RIQUEZA NATURAL

Turismo pelas águas brasileiras é frequente

Os passeios pelos rios espalhados pelo mundo estão se tornando cada vez mais comuns e encantam pela beleza e diversidade


postado em 26/07/2019 09:00 / atualizado em 24/07/2019 19:07

(foto: Wikipédia/Reprodução)
(foto: Wikipédia/Reprodução)


Riqueza natural do país, abastece casas, praças e edifícios. Produz desde a riqueza dos alimentos até a rapidez da energia elétrica. É lar e fonte primária de consumo de animais e, por que não, dos seres humanos. Disponível em 12% no país pronta para uso, segundo a Agência Nacional de Águas (ANA), a água doce pode ser vista em rios, cachoeiras e riachos.

Dos belos e extensos tesouros, o Velho Chico, formalmente conhecido como Rio São Francisco, é apontado como um dos mais importantes cursos d’água do país e da América do Sul. Nasce, geograficamente, em Medeiros, Minas Gerais, e, historicamente, na Serra da Canastra, um parque histórico que fica no município de São Roque de Minas, também no triângulo mineiro. Suas águas percorrem cinco estados e 521 municípios. O rio atravessa a Bahia, faz divisa ao norte de Pernambuco, compõe os estados de Sergipe e Alagoas. Sua caminhada final deságua no Oceano Atlântico. É nele que se tem seis usinas hidrelétricas, que fornecem grande quantidade de energia.

Na imensidão que se perde de vista, o Rio Amazonas é considerado como o mais extenso, com 6.992 quilômetros de comprimento. Suas águas equivalem a 20% de todo esse bem disponível na Terra. Ele nasce no Rio Apurímac, parte ocidental da cordilheira dos Andes, no Peru, e se encerra no Oceano Atlântico. Sua entrada se dá no Rio Solimões, que se junta ao Rio Negro — afluente da margem esquerda. A joia do Amazonas é o único com foz mista no mundo — encontro de água afluente que deságua em um outro rio. É nele que se encontram mais de 2.100 espécies de peixes, integrante principal de uma floresta tropical com biodiversidade.

Apontado como irmão em tamanho do Amazonas, o Rio Nilo tem 6.650 quilômetros. Segundo do mundo, o africano tem sua origem determinada por dois lagos: o Nilo Branco, na Uganda e do Tana, e o Nilo Azul, na Etiópia. Ele percorre cerca de oito países para chegar até o Mar Mediterrâneo. Sua funcionalidade é vista desde o período histórico, época em que os egípcios recorriam às suas águas para comércio, retirada de alimento e trajeto de percurso. Diz-se que 90% da população do Egito vive às margens do rio.

Exploração

Com charme europeu, o rio Tejo é classificado como o mais extenso da Península Ibérica, são 1.038 quilômetros. Ele desponta na Serra de Albarracim, na Espanha, e finda no Atlântico. Suas águas abastecem áreas em que o turismo predomina. Foram nelas que portugueses partiram com caravelas e naus para a conquista e a exploração de vastos territórios pelo mundo. Sua beleza também se dá por agregar uma reserva ecológica, onde algumas espécies de aves constroem seus ninhos.

A conexão que existe entre os mais belos e extensos rios se faz pela produtividade que exercem. No dia Mundial da Água, estipulada pela Organização das Nações Unidas (ONU), desde 1993, os roteiros doces se fazem presente. A data é definida para salientar a conscientização e a preservação da água doce. Responsável pelo desenvolvimento sustentável e socioeconômico, garante a produção de energia e alimentos, a manutenção dos ecossistemas, além de ser fonte principal da sobrevivência humana.

 

 Fique Ligado

 

 A Associação de Hotéis Roteiros de Charme, fez um levantamento dos lugares onde o turista pode conhecer, mergulhar e se encantar pela imensidão transparente e doce

(foto: Wikipédia/Reprodução)
(foto: Wikipédia/Reprodução)

Amazonas
Anavilhanas Jungle Lodge, localizado em frente ao Parque Nacional Anavilhanas e às margens do Rio Negro. A posição privilegiada já é um convite a uma realidade rica, mas ainda é possível se aventurar nas opções de passeio, percorrer os igapós e igarapés, ir à procura pelo boto cor-de-rosa ou caminhar a trilha na mata de igapó. No site, há todas as informações sobre a instalação: http://www.anavilhanaslodge.com/wordpress/.

Mato Grosso do Sul
No Hotel Santa Esmeralda, o Rio Formoso é o anfitrião, em Bonito. A natureza abraça quem chega de visita para conhecê-la e contemplá-la. Dá para fazer caiaque, observar a fauna local e se banhar nas cachoeiras e piscinas naturais. Na página on-line se tem mais detalhes sobre o local: http://www.hotelsantaesmeralda.com.br/.

São Paulo
Há 260 quilômetros da capital, o Paraíso Eco Lodge, em Ribeirão Preto, apresenta ampla diversidade de fauna e flora. A sorte para quem tem a oportunidade de ir até o local é poder aproveitar das trilhas, arvorismo, tirolesa, observar as aves, renovar as energias nas cachoeiras, além de conhecer cavernas. Os quartos fazem história e retratam diferentes continentes. Tudo pode ser conferido no site http://brasilparaiso.com/.

Bahia
O Canto das Águas mostra que a Bahia tem mais do que praias. Fixada na Chapada Diamantina, a região comporta 80% das nascentes que abastecem o estado. É casa do maior rio baiano, o Paraguaçu, com 600 quilômetros. A pousada fica às margens do Rio Lençóis, e seu complexo oferece todo charme e aconchego. Mais informações no site da Pousada: https://www.lencois.com.br/pt-br/.

 

 

 

 * Estagiária sob supervisão de Vicente Nunes

 

 

 

 

 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade