Publicidade

Correio Braziliense

Vale um bate e volta para curtir a neve chilena

Para quem deseja ficar mais tempo na capital chilena, a dica é curtir, em roteiro de um dia, circuitos de neve nas estações de esqui bem próximas a Santiago


postado em 01/08/2019 10:00 / atualizado em 31/07/2019 11:15

(foto: Martin Bernetti/AFP/Reprodução )
(foto: Martin Bernetti/AFP/Reprodução )

El Colorado


Com mais de 1.200 hectares de terreno esquiável, El Colorado, estação de esqui que completou 70 anos no ano passado, é uma das principais do circuito de centros de inverno nos arredores de Santiago. Entre as novidades para este ano, destaca-se a abertura de uma pista voltada aos esquiadores mais experientes, com 2.500 metros de extensão. Ela é voltada para equipes de treinamento, mas também pode ser utilizada pelos clientes da estação durante a temporada de inverno. A escola do local também preparou novidades para este ano, sendo uma delas o programa introdutório de esqui básico, ao custo de apenas 10 mil pesos chilenos, pouco mais de R$ 50. Outros novos serviços incluem programas premium com aulas de estilo livre (fora das pistas tradicionais). Já na área gastronômica, El Colorado abriu um novo terraço do Restaurante Olimpo, localizado a 3.100 metros de altura. Fica a cerca de 50 quilômetros de Santiago

(foto: Martin Bernetti/AFP/Reprodução )
(foto: Martin Bernetti/AFP/Reprodução )

Farellones


Farellones é um caso à parte entre as estações de esqui na região central chilena: o local se posiciona como um centro de entretenimento na neve para toda a família com todos os tipos de atrações, e não exclusivamente para a prática de esqui e snowboard. Com a ajuda da proximidade (cerca de 1 hora de Santiago), o local é ideal para famílias com crianças, especialmente aqueles que querem ter uma ótima experiência no primeiro contato com a neve, já que diversas atividades são oferecidas no local. Neste ano, o centro está ainda mais atrativo para pais com filhos, pois foi aberto um miniparque com cinco estações de brincadeiras para os pequenos se divertirem na montanha. Já na área gastronômica, há o 13º festival de food trucks com uma variedade da culinária no local. A expectativa é de que 150 mil pessoas visitem a estação de neve. Está a cerca de 45 quilômetros da capital chilena.


La Parva


Junto de um pitoresco vilarejo no meio da neve da Cordilheira dos Andes, La Parva tem uma história curiosa: foi construído, originalmente, como um refúgio para guerras, mas, posteriormente, tornou-se um dos centros de esqui mais visitados por turistas do Chile. A proximidade da capital chilena (cerca de 50 quilômetros) ajuda em sua popularidade, além de suas 40 pistas de todos os níveis — iniciantes a partir de 3 anos podem fazer aula por lá. É na escola do centro, chamada Golondrinas, que fica a principal novidade da estação neste ano: renovado, o espaço passou a contar com um novo centro para turistas, permitindo aos visitantes alugar equipamentos, adquirir passes e escolher as aulas que farão em um único lugar. Um novo restaurante faz parte ainda das mudanças, enquanto os shows noturnos de fogos de artifício e as descidas com tochas durante a noite, que criam um belo espetáculo luminoso, continuam como tradição. Distante cerca de 50 quilômetros da capital Santiago.

 

 

Dicas importantes 

 

  • Para curtir as estações de neve, o visitante de primeira viagem precisa ter em mente a palavra segurança. Arriscar-se em uma pista coberta de neve pode ser, ao mesmo tempo, prazeroso e perigoso. É de extrema importância a utilização do capacete durante a prática de esqui ou snowboard, pois, mesmo que a pista não ofereça muito risco, o acessório pode diminuir as consequências para a cabeça decorrentes de quedas ou acidentes. A bota e o esqui também devem ser adequados ao seu tamanho para evitar torções no pé ou desconforto. Os especialistas das lojas de aluguel de equipamentos ajudam a escolher o conjunto ideal para cada cliente, considerando também o nível de experiência de cada esquiador.

  • Não se esqueça de incluir na mala peças adequadas para uma temperatura abaixo de zero, pois isso é essencial para conseguir aproveitar cada momento nas estações de esqui. O ideal é vestir-se em camadas, com segunda pele térmica, agasalhos e calças impermeáveis. Para qualquer eventualidade, recorra às lojas de aluguel e de venda de roupas e acessórios. Para não congelar os pés, prefira um calçado impermeável também, já que a neve acaba molhando. Gorro, cachecol, luvas e óculos com proteção UVA/UVB são indispensáveis, pois a luz do sol refletida na neve potencializa o efeito dos raios solares, podendo prejudicar a visão e queimar a pele.

  • No Rental Wear, no Valle Nevado, é possível também alugar roupas e acessórios para a prática dos esportes de neve: calças, jaquetas, luvas e óculos para esquiar. O resort conta também com duas lojas Ski Rental (aluguel de equipamentos para a prática do esporte na neve). Uma está ao lado do Hotel Puerta del Sol; a outra, na Área da Curva 17. São mais de 2 mil itens disponíveis e 250 pares de esqui, além de 260 equipamentos completos para snowboard.

Seguro-viagem 

  • Por último, mas não menos importante: para qualquer destino, nunca coloque o pé na estrada sem o seguro-viagem. Ele é de suma importância para viajar mais tranquilo e, em qualquer eventualidade, estar disponível para o conforto de todos. Vale ficar atento aos cartões de crédito, que oferecem o serviço sem custo quando o viajante compra a passagem por meio desse sistema. É uma economia e tanto.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade