Publicidade

Correio Braziliense PORTO

Conheça a região mais visitada pelos turistas na Europa

Pelo terceiro ano consecutivo, Portugal conquista o prêmio de melhor destino europeu. Reconhecimento internacional é traduzido no aumento do turismo em várias cidades do país


postado em 14/08/2019 15:50 / atualizado em 14/08/2019 15:40

(foto: The Yeatman/Divulgação)
(foto: The Yeatman/Divulgação)


Sobre a Ponte D. Luís I, relíquia em ferro projetada entre 1881 e 1888 pelo engenheiro belga Théophile Seyrig, discípulo de Gustave Eiffel, se observa o correr das águas do Rio Douro até a sua foz, no Oceano Atlântico. Também do alto da estrutura, se admira nos fins de tarde o Sol tingir de dourado os telhados, janelas e portas das belas construções coloniais de Porto — segunda maior cidade de Portugal, localizada no norte do país. Patrimônio mundial da humanidade pela Unesco desde 1996, a cidade é uma aula de história ao vivo e em cores vívidas.

Portugal conquistou, neste ano, pela terceira vez consecutiva, o prêmio de Melhor Destino Europeu pelo World Travel Awards — o Oscar do turismo mundial. Título que se reflete em números. Para se ter uma ideia, no ano passado, o país recebeu cerca de 12,76 milhões de turistas estrangeiros. Desses, 1,1 milhão eram brasileiros. E a cidade do Porto entrou para a lista das 100 mais visitadas do mundo, juntando-se a Lisboa como representante do país no ranking elaborado pelo Euromonitor International ao receber, em 2018, cerca de 2,39 milhões de turistas.

A cidade lusitana, quase na fronteira com a Espanha, se destaca ao abrigar uma das livrarias mais lindas do mundo, além das arrebatadoras igrejas, parques, bairros e monumentos. Nada se compara a fazer uma caminhada por ruelas e becos para sentir o verdadeiro clima do norte português. Uma experiência única que os visitantes guardam para a vida toda.

O que pouca gente sabe, parte da história do Brasil está nessa cidade portuguesa. Em um recipiente de vidro, guardado com extremo cuidado na Igreja de Nossa Senhora da Lapa, repousa, desde 1837, o coração de dom Pedro I, ou dom Pedro IV, para os portugueses. Em 1834, horas antes de morrer, o primeiro imperador do Brasil deixou em testamento a intenção de que seu coração ficasse no Porto, com a qual tinha intensa relação, pois lá viveu durante os 13 meses (de julho de 1832 a agosto de 1833) em que a cidade foi sitiada em uma disputa de poder entre ele e seu irmão dom Miguel I durante as chamadas Guerras Liberais (1828-1834). Tendo em vista os esforços do povo da cidade para com dom Pedro, a sucessora, rainha D. Maria II, atribuiu o título de Invicta à cidade do Porto.

 

 

(foto: Sergio Rodrigo Reis/Estado de Minas)
(foto: Sergio Rodrigo Reis/Estado de Minas)


Arquitetura de encher os olhos e gastronomia de dar água na boca têm levado milhares de pessoas ao país de Camões, Eça de Queiroz, Saramago e Fenando Pessoa. E a cidade de Porto, com toda a sua imponente história, gastronomia diversificada e aspectos culturais únicos, aliados ao baixo custo de vida, vem chamando a atenção do mundo inteiro, principalmente dos brasileiros.

E esse é justamente o clima de encantamento vivido pelo casal José Odair Figueiredo e Helem Figueiredo toda vez que visita a cidade de Porto. O filho deles, João Paulo Figueiredo foi estudar na cidade portuguesa há mais de seis anos. Desde então, foram três viagens inesquecíveis do casal. “Eu pessoalmente, nunca incluí essa cidade como roteiro em meus sonhos de viagem, mas como corações e mentes caminham ao lado dos filhos, nossos olhares se voltaram para esta terra, mãe de todos nós. Cada dia é um olhar diferente sobre o país”, emociona-se a mineira Helem.

De acordo com o casal, vale a pena vistar os pontos turísticos tradicionais da cidade. Helem e Zezito enumeram os destinos obrigatórios em Porto: “Nada se compara em se perder na região da Ribeira admirando o Rio Douro com suas pontes, barcos e gaivotas. Visite a Rua Santa Catarina, onde o burburinho das várias línguas se entrelaça numa energia contagiante! Não deixe de comer um delicioso bolinho de bacalhau e saborear um pastel de nata diluído no saboroso vinho do Porto. Assistir a um show na Casa da Música, com sua acústica impecável, é um belo programa. Passar uma manhã no Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves, sempre com uma exposição surpreendente, também é inesquecível. Caminhar pela cidade descobrindo ruelas e becos é muito prazeroso. Esparramar-se pelos parques e jardins, apreciar a comida maravilhosa. Não deixe de visitar a Estação Ferroviária de São Bento e se encantar com a história de Portugal por meio de seus belos azulejos em azul e branco. E, por fim, agradecer a Deus ao visitar as belíssimas igrejas espalhadas pela cidade”. (CA)


Ribeira e Rio Douro    
(foto: Diego Delso/Wikimedia Commons/Reprodução)
(foto: Diego Delso/Wikimedia Commons/Reprodução)

Localizada às margens do Rio Douro, bem no centro histórico da cidade, a região conta com diversos restaurantes, bares e pontos turísticos em sua extensão, como o Palácio da Bolsa. As luzes do céu, o pôr do Sol, os reflexos na água, enfim, a atmosfera local transforma o ambiente em uma paisagem dos sonhos. Passear de barco no Rio Douro é o cenário ideal para quem quer sentir um clima único de paz e encantamento. É emocionante. Vale a pena fazer um passeio durante o dia e outro à noite. Com 897 quilômetros de comprimento, ele é o terceiro rio mais extenso da Península Ibérica.


Casa da Música  
(foto: Antonio Amen/Wikimedia Commons/Reprodução)
(foto: Antonio Amen/Wikimedia Commons/Reprodução)


É a principal sala de concertos do Porto e foi projetada pelo arquiteto holandês Rem Koolhaas, fazendo parte do evento Porto Capital Europeia da Cultura (2001), mas a sua construção foi finalizada em 2005. Antigamente, o local era usado para reparação dos bondes (os eléctricos) que circulavam pela cidade.


Vila nova de Gaia  

(foto: Edgar Jimenez/Wikimedia Commons/Reprodução)
(foto: Edgar Jimenez/Wikimedia Commons/Reprodução)


Cidade portuguesa da área metropolitana do Porto. Em uma caminhada é possível se deparar com a antiga casa de ícones da literatura, como Eça de Queiroz, ou espaços como o Mosteiro da Serra do Pilar, sem contar que com mais alguns passos é possível se deparar com a charmosíssima Capela do Senhor da Pedra, num rochedo batido pelo mar, na Praia de Miramar. Com museus, monumentos, teleférico, circuitos e muito mais, Vila Nova de Gaia é local para explorar e contemplar.


Mosteiro da Serra do Pilar 

(foto: Diego Delso/Wikimedia Commons/Reprodução)
(foto: Diego Delso/Wikimedia Commons/Reprodução)

Está o alto da Serra do Pilar, na freguesia de Santa Marinha, em Vila Nova de Gaia. Local é um refúgio para apreciar a cidade do Porto da melhor maneira possível.


Ponte D. Luís I    

(foto: Diego Delso/Wikimedia Commons/Reprodução - 9/5/12)
(foto: Diego Delso/Wikimedia Commons/Reprodução - 9/5/12)


Construída entre 1881 e 1888, liga as cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia e foi projetada pelo engenheiro belga Théophile Seyrig, discípulo de Gustave Eiffel.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade