Publicidade

Correio Braziliense

Advento de Natal

Na República Tcheca, as comemorações natalinas duram um mês. Nas quatro semanas que antecedem a data, famílias constroem presépios, montam árvores, cozinham biscoitos e pratos típicos


postado em 22/11/2019 10:00 / atualizado em 21/11/2019 10:59

(foto: Michal Cizek/AFP )
(foto: Michal Cizek/AFP )


País europeu promove um mês de festividades em várias cidades do país, principalmente na capital Praga. Nelas, mercados lúdicos vendem presentes únicos, além de bebidas e iguarias tradicionais natalinas. As festas de Natal são cercadas por uma atmosfera mágica. Boa comida, belas paisagens, árvores naturais adornadas com artesanato, canções e brincadeiras nas ruas e inúmeras atividades.

Antigamente, no período do Advento era guardado o jejum, mas com o passar dos anos, o costume foi abandonado. Não dá para criticar, são tantas variedades de sabores nos pratos, doces e quitutes, que é compreensível não resistir à tentação.

A atmosfera das festividades de Natal começa no fim de novembro, quando os mercados do Advento animam todas as praças do país. Nas barracas atraentes, não deixe de provar as iguarias tradicionais, como o rolo de amêndoa (trdelník) ou a bebida antiga de hidromel, ou comprar decorações de Natal. Ao som das canções natalinas,  mergulhamos a atmosfera festiva.

Este ano, o mercado do Advento de Praga na Praça da Cidade Velha, teve início em 29 de novembro, quando foram acesas as luzes da árvore de Natal gigantes na praça do centro histórico. Os mercados cidade de Olomouc, a única cidade da República Tcheca onde é servido o autêntico Ponche de Nuremberg, são muito visitados. Igualmente encantador é o inverno da cidade da Morávia, premiada pela prestigiada Lonely Planet com o título de pérola escondida da Europa.

 

Anjos e demônios 

(foto: Michal Cizek/AFP)
(foto: Michal Cizek/AFP)


Em 5 de dezembro, na noite da véspera da tradicional festa de São Nicolau, as casas recebem a visita de Nicolau, do Anjo e do Diabo. Vestido de vermelho e com o bastão pastoral na mão, São Nicolau, acompanhado por sua comitiva percorre as ruas da cidade e entra de casa em casa. As crianças que foram boas ao longo do ano receberão guloseimas. Já aos travessos, o diabinho dará para eles apenas carvão e batatas. A tradição dos doces baseia-se na lenda de São Nicolau que morava na cidade de Myra (na atual Turquia) e, de acordo com a história, ajudava os pobres.

Noite feliz

 

 

(foto: Michal Cizek/AFP)
(foto: Michal Cizek/AFP)


O Natal da República Tcheca começa em 24 de dezembro. Conhecido como “o dia generoso”, é ligado a muitas crenças e tradições. O período natalino culmina com o jantar, quando toda a família se reúne em volta da mesa. Ao lado da árvore com as luzes ou velas acesas, os convidados cantam canções de natal, cortam maçãs para dar sorte ou o futuro é adivinhado de acordo com a imagem que o chumbo derretido deixa na água. Outra tradição está em jejuar ao longo do dia para ver o "porquinho de ouro", que, segundo a tradição, quem aguentar ficar sem comer, verá o símbolo que representa a riqueza. No entanto, não é fácil, porque todos os cantos da casa exalam o perfume de biscoitos e especiarias de Natal.

Os tchecos costumam preparar a ceia para um número par de pessoas. Os convidados devem vestir-se de forma elegante. Na mesa, não pode faltar a carpa fresca à milanesa ou frita. Sopa de peixe (preferencialmente carpa), carne à milanesa com salada de batatas e os tradicionais docinhos de Natal. Nos últimos tempos, legumes e nozes prevalecem. É possível degustar o menu especial de Natal em muitos restaurantes.

Delícias natalinas

 

 

(foto: Michal Cizek/AFP)
(foto: Michal Cizek/AFP)


Ninguém pode deixar a mesa da ceia, já que se acredita que aquele for embora morrerá em, no máximo, um ano. Após a ceia, o momento que faz os olhos das crianças brilharem, quando procuram o local de onde se tocam os sinos: é o sinal de que o menino Jesus, que nunca foi visto, acabou de passar pela casa deixando presentes sob a árvore de Natal. Como no Brasil, a troca de presentes ocorre logo após a ceia natalina. A criançada não precisa esperar para abrir os presentes até o dia seguinte e, por esse motivo, a véspera de Natal se torna uma noite de alegria, riso e emoção. Quando chega a meia-noite, as famílias costumam assistir à Missa do Galo e desejam a seus conhecidos e amigos um feriado cheio de paz.

Os dias 25 e 26 de dezembro são feriados. Famílias e vizinhos aproveitam para fazerem visitas. De acordo com a tradição, tradição, nesses dias o almoço é feito de pato, ganso ou frango assado e recheado acompanhado de knedlíky e repolho. Muitos aproveitam para assistir aos shows. O Teatro Nacional prepara diferentes espetáculos, entre as quais o balé Quebra-Nozes e o Castelo de Praga é aberto ao público. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade