Publicidade

Correio Braziliense

Tudo organizado

Para garantir férias tranquilas, faça uma lista dos itens importantes que devem ser levados na mala. Não se esqueça de verificar o peso para não pagar caro pelo excesso, no caso de viagens em avião, e bom descanso


postado em 16/12/2019 10:00 / atualizado em 11/12/2019 11:31

Além das roupas, não deixe fora da bagagem bateria extra, fone de ouvido e dinheiro em espécie(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Além das roupas, não deixe fora da bagagem bateria extra, fone de ouvido e dinheiro em espécie (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)


As férias de fim de ano estão chegando e esse é um período em que muitos brasileiros se preparam para viajar. Os dias de folga podem proporcionar diversão nas festividades e também a chance de conhecer um novo destino, além do descanso tão desejado. Se a opção for sair da cidade, é importante que o trajeto seja feito de forma tranquila, sem imprevistos. De acordo com o destino escolhido, leve roupas adequadas para o clima do local, as programações e a possibilidade de serviço de lavanderia, lembrando que isso pode pesar no bolso.

É importante lembrar que, no período de alta temporada, roteiros tradicionais como as praias nordestinas atraem milhares de pessoas. Em algumas cidades da região, a população quase duplica, o que prejudica a prestação de serviços básicos, como o fornecimento de energia. Nesse caso, é boa medida levar uma bateria extra para o celular. Uma boa dica é começar a arrumar a bagagem com alguns dias de antecedência, deixando a véspera da viagem para a checagem final. Veja alguns itens que podem evitar problemas antes mesmo que as férias comecem.


Bateria extra

(foto: Cellboost/Divulgacao)
(foto: Cellboost/Divulgacao)
 

Atualmente, é rara a utilização de mapas de papel para indicar o caminho — se a sua viagem for de carro ou se for se deslocar dentro da cidade. Para impedir problemas com a indicação do trajeto, é recomendável levar uma bateria extra (carregada). Dessa forma, se o celular descarregar, o GPS poderá continuar funcionando.


Enjoo

(foto: Bayer AG/Divulgação)
(foto: Bayer AG/Divulgação)
 

Seja no automóvel, ônibus, seja no navio ou no avião, são comuns sintomas de enjoo aparecerem devido às várias horas sentado na mesma posição ou a geografia do trajeto (muitas curvas na estrada podem provocar ânsia ou o balanço do avião). Se esse é o seu caso, consulte seu médico para saber quais medicamentos que combatem o mal-estar podem ser levados com você e siga corretamente as indicações.


Hidratação

(foto: Reprodução )
(foto: Reprodução )
 

Se a viagem for longa, é necessário ingerir líquidos e hidratar o corpo. Em muitos aeroportos, são cobrados preços abusivos por uma garrafa de água. Uma boa dica é levar, na mala de mão, um cantil ou squeeze e repor o recipiente em um bebedouro disponível no local. O mesmo procedimento não é recomendável em viagens de ônibus ou de carro. Nas paradas, compre água mineral em garrafas lacradas. Seja qual for o destino escolhido, durante o passeio (na praia, nas caminhadas, visitas a pontos turísticos), é imprescindível se hidratar, seja com água, seja com outras bebidas de maior valor nutricional, como sucos naturais.


Música

(foto: Philips/Divulgação)
(foto: Philips/Divulgação)
 

Para evitar a monotonia do trajeto, é interessante levar algum dispositivo para ouvir música, podcasts ou aulas (se você gosta de aproveitar as férias para adiantar os estudos). Pode ser caixa de som, cabo para o som do veículo (o sinal de rádio pode falhar em lugares mais remotos); no caso de viagens de avião, fones de ouvido. Lembre-se que a sua companhia de viagem não é obrigada a ouvir o que você está ouvindo. Além de cômodo para você, é educado.


Dinheiro em espécie

(foto: Oswaldo Reis/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Oswaldo Reis/Esp. CB/D.A Press)
 

Com a tecnologia e a popularização dos cartões, saímos de casa muitas vezes sem dinheiro algum em espécie. Principalmente para trajetos de carro, é importante ter dinheiro ‘vivo’ para pagar pedágios e consumir em estabelecimentos de beira de estrada (que muitas vezes não aceitam cartões). Uma quantia em espécie também deixa você protegido no caso de imprevistos, como ter que pagar serviços de borracheiro ou mecânico.


Meias de viagem

(foto: Adidas/Divulgação )
(foto: Adidas/Divulgação )
 

Se a viagem for de carro, ônibus ou de avião, ficamos inevitavelmente parados na mesma posição. Dessa forma, o sangue tende a descer para as pernas e a ficar ‘parado’ por lá. Para impedir dores, inchaços e desconforto durante o trajeto, é de extrema importância manter a circulação ativa. Sempre que possível, movimente os pés como se estivesse apertando contra uma bola ou faça pequenas caminhadas para ativar a circulação. As meias, principalmente as elásticas, podem ajudar a aliviar a sensação de cansaço nas pernas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade