Publicidade

Correio Braziliense

Festa da uva

Evento tradicional reúne participantes de mais de 500 propriedades produtoras da fruta. Programação terá shows, corrida, pisa da uva, exposição de produtos agrícolas e gastronomia


postado em 17/01/2020 10:00 / atualizado em 15/01/2020 11:36

(foto: Fotos: Prefeituira Municipal de Jundiaí/Divulgação)
(foto: Fotos: Prefeituira Municipal de Jundiaí/Divulgação)


A cidade de Jundiaí, a cerca de 1 mil quilômetros de Brasília (aproximadamente 10 horas, de carro), foi eleita recentemente o melhor destino de turismo rural de São Paulo pelo prêmio Top Destinos Turísticos, por escolha e indicação popular. O município tem mais de 300 propriedades que abrigam plantações de uvas, restaurantes, pousadas e trilhas que levam o turista a reviver momentos de contato com a natureza, curtindo com a família, além de uma vivência totalmente diferente de outros roteiros e hotéis.

Na segunda semana de janeiro, começa a tradicional Festa da Uva, que segue até 2 de fevereiro. O desfile de abertura percorreru as principais ruas, com as presenças da rainha Joyce de Oliveira, da primeira-princesa Tamires Fernandes e da segunda-princesa Geovana Alcântara. Em sua 37ª edição, o evento tem como objetivo comemorar o surgimento da uva niágara rosada, que é típica da região. Na festa, é possível encontrar os principais produtores reunidos no Parque da Uva e aproveitar para conhecer um pouco de cada um, além de música dos grupos de tradições italianas. Na entrada, sempre há um grupo de teatro contando a chegada dos imigrantes italianos à região.
(foto: Prefeitura Municipal de Jundiaí/Divulgação)
(foto: Prefeitura Municipal de Jundiaí/Divulgação)


Neste ano, a programação da festa está focada nas crianças, com brincadeiras ao ar livre como amarelinhas, cirandas, pega-pega. O fato de esta edição destacar o universo lúdico da infância tem motivo: a cidade é a primeira do estado e a segunda no país, após Boa Vista, capital de Roraima, a integrar a Rede Latino-Americana — Projeto Cidade das Crianças, que contempla os programas Comitê das Crianças e Ruas de Brincar, que têm como objetivo a implementação de políticas públicas que valorizam o protagonismo nas tomadas de decisões que reforçam a importância do ato de brincar. A iniciativa é resultado das adesões do município à rede e ao Instituto Alana. Por isso, para as crianças de idade e de espírito, o convite às brincadeiras está feito.

(foto: Prefeitura Municipal de Jundiaí/Divulgação)
(foto: Prefeitura Municipal de Jundiaí/Divulgação)

Jundiaí tem um roteiro interessante para quem gosta de se aventurar. A Serra do Japi está a poucos minutos do centro da cidade e é uma área de mata preservada com cachoeiras e nascentes, cascatas, mirantes, trilhas. Além da Serra do Japi, há algumas propriedades particulares na região, também destinadas ao ecoturismo e que recebem grupos para se aventurar em suas trilhas.

(foto: Prefeitura Municipal de Jundiaí/Divulgação)
(foto: Prefeitura Municipal de Jundiaí/Divulgação)

Os passeios não param por aí, a cidade guarda muitas propriedades rurais para conhecer. São restaurantes, adegas, rotas turísticas, barracas de frutas, artesanato e muito mais. É possível optar por um café colonial em uma das propriedades cercadas pela natureza, como é o caso da Villa Brunholi, que também participa da Festa da Uva com as bebidas da sua adega. Também é impossível deixar de passar na Adega Maziero, que todo ano tem seu concorrido pão de uva sendo disputado na festa. Por isso, se ficar uns dias a mais na cidade, vá até lá e prove diretamente no local. E não deixe de provar a famosa coxinha de queijo, sempre um atrativo da festa, que se tornou patrimônio imaterial da cidade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade