Turismo

Para além das ondas

Pesquisas mostram que turistas estrangeiros buscam não só o calor das praias brasileiras. A cultura, o ecoturismo e a gastronomia têm conquistado visitantes de diversos países. Além da capital, seis cidades se destacam

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 27/01/2020 10:00

Masp visto de baixo

Um em cada 10 turistas estrangeiros afirma que visitam o Brasil pelo turismo cultural, de acordo com o Estudo de Demanda Turística Internacional de 2018, do Ministério do Turismo (MTur). A mesma pesquisa indicou que os meses de dezembro a março concentraram mais de 50% do fluxo internacional de visitantes, com viagens de lazer.

Embora a imagem do país esteja fortemente ligada ao clima quente e às praias, seis cidades distantes do litoral estão entre os 10 lugares mais procurados pelos viajantes de outros países, no período entre dezembro de 2019 e janeiro deste ano, segundo levantamento do Expedia Group, plataforma mundial de viagens. São Paulo (SP), Curitiba (PR), Foz do Iguaçu (PR), Brasília (DF), Gramado (RS) e Belo Horizonte (MG) ganharam a preferência.

Uma modalidade importante do setor, o ecoturismo, tem crescido desde 2014, aponta o estudo do MTur, com um aumento de 27% no período. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio reforça que os dados mostram que o Brasil ;possui diversos atrativos para todos os tipos de visitantes; e que merecem ser conhecidos pelos turistas estrangeiros ;e por nós, que moramos aqui;.


SÃO PAULO (SP)

A capital paulista oferece diversidade cultural e gastronômica, com exposições, espetáculos de dança e circuitos culturais. Mas quem pensa que a capital é só cultura está muito enganado. Milhares de pizzarias, churrascarias, bares, padarias e restaurantes com a culinária de mais de 50 países colocam a cidade como um dos principais destinos gastronômicos. O turismo de negócios também é uma das marcas da economia local.


CURITIBA (PR)
Vista de Jardim Botânico de Curitiba com pessoas andando à frente de estufa de vidro
A capital do Paraná possui 20 parques, sendo o Jardim Botânico, com estufa de vidro e metal que lembra o antigo Palácio de Cristal de Londres, um dos mais visitados. Outro atrativo imperdível é a Ópera de Arame, que possui estrutura tubular metálica e o teto transparente, e foi construída na cratera de uma antiga pedreira. O Centro Cívico é a sede dos três poderes do estado (Executivo Legislativo e Judiciário), ao lado do Museu Oscar Niemeyer, com acervo de mais de 2.200 obras de artistas renomados.


FOZ DO IGUAÇU (PR)
Pessoas sobre ponte em frente às cataratas do Iguaçu
Sede de uma das novas sete maravilhas da natureza ; as Cataratas do Iguaçu ;, a cidade paranaense aparece em quinto lugar. Com cerca de 260 mil habitantes, tem no turismo a base de sua economia. Lá, está a Hidrelétrica de Itaipu, que atrai milhões de visitantes. O município também possui o conhecido Marco das Américas, que simboliza o encontro das três fronteiras: Brasil, Paraguai e Argentina.


GRAMADO (RS)
Estrutura e árvore de natal iluminadas em cidade de Gramado, Rio Grande do Sul
Conhecida pelo ;Natal Luz;, a cidade apresenta forte influência estrangeira, que se traduz na gastronomia e na arquitetura. Nos meses que antecedem as festas natalinas, centenas de artistas, entre bailarinos, cantores, músicos, atores, produtores e diretores aliam talento e inspiração, transformando Gramado em uma cidade mágica para a temporada.


BELO HORIZONTE (MG)
Igreja arredondada com lago à frente e vegetação ao redor em Pampulha, Belo Horizonte
A terra do pão de queijo, do tutu de feijão e de tantas outras delícias tem sido muito procurada pelos turistas. Com uma culinária que remete a uma tradição de décadas, Belo Horizonte vem se consolidando como um ativo imprescindível para o turismo gastronômico no país. A mistura da arquitetura de uma cidade grande junta-se ao jeito interiorano do mineiro ; tão presente na cultura dos botecos e bares da Savassi e no Mercado Central de Beagá. O turista ainda pode conferir o Conjunto Moderno da Pampulha, patrimônio cultural da humanidade.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação