Publicidade

Correio Braziliense

Folia dentro e fora do Brasil

A mais famosa festa brasileira arrasta milhões às ruas e encanta gente do mundo todo. A alegria, no entanto, não é exclusividade nacional. Conheça os principais festejos nos cinco continentes


postado em 03/02/2020 10:00 / atualizado em 30/01/2020 11:37

(foto: Wikimedia Commons/Reprodução)
(foto: Wikimedia Commons/Reprodução)


Entre penas, purpurinas e muito samba, o carnaval apresentou ao mundo a alegria do povo brasileiro. A festa mais famosa, e que é a cara do nosso país, rende folia pelo menos por cinco dias. Tempo de sobra para cair na farra fantasiado, encher a casa de amigos ou então, pegar a estrada. Neste último caso, uns escolhem ir para o epicentro da festança e outros, se refugiar em algum lugar bem tranquilo, recarregando as energias próximo à natureza.

Para nós, brasileiros, é difícil imaginar lugar melhor para pular e cair na festança. Entretanto, a data é comemorada ao redor do mundo. Vamos deixar claro que sem o grande esplendor da festa nacional, vamos puxar a sardinha para o nosso lado, obviamente. Este é o momento de união e patriotismo.

Por se tratar de uma festa de raízes religiosas, o carnaval é conhecido em todos os lugares que tem como fé o cristianismo, mesmo que não predominantemente. Ele ocorre no período de pré-quaresma católica. Diferente do que se pensa, a festa não teve início em terras tupiniquins, mas o formato hoje conhecido foi inaugurado na França, ainda na Idade Média. Outros países europeus e o Brasil inspiraram-se nas comemorações de rua e importaram o modelo de sucesso.

Aqui, todos os estados têm seus festejos de rua, muita gente pulando ao som animado dos trios elétricos que invadem os centros das cidades. Mundialmente conhecida, a festa carioca arrebata o coração de muitos turistas, que experimentam vir ao Brasil só para verem de perto os desfiles dos carros alegóricos e das musas sambando a todo vapor na passarela do Sambódromo. Na disputa, as festas de Salvador também têm lugar cativo no coração dos brasileiros e gringos visitantes.

Essa festa que é bonita de ver está presente em outras culturas, vamos voar pelo mundo e descobrir onde mais a folia faz a cabeça dos mais animados.

 

Ásia  

(foto: Wikimedia Commons/Reprodução)
(foto: Wikimedia Commons/Reprodução)


O mais famoso carnaval asiático ocorre na Terra do Sol Nascente. Conhecido por Matsuri, ele acontece em período diferente do nosso. Bom que dá pra aproveitar aqui e lá! As festas têm início sempre no final de agosto, durante o verão oriental. Lindo e colorido, ainda com as cerejeiras em flor, as pessoas invadem as ruas do bairro Asakusa, em Tóquio.

É lá que ocorre o segundo maior festejo de carnaval do mundo, perdendo, claro, só para o Brasil. Os desfiles contam com mais de cinco mil participantes, divididos em mais de 15 escolas de samba. É, samba! Os japoneses mostram que por lá, também existe samba no pé e muito sorriso, durante o Asakusa Samba Carnival.

Europa

(foto: Frank Kovalchek/wikipedia.org/Reprodução)
(foto: Frank Kovalchek/wikipedia.org/Reprodução)


As ruas parisienses se enchem de alegria e cores há alguns séculos e esta comemoração não poderia estar fora da lista. Os desfiles ocorrem no percurso entre a Praça Gambetta Paris XX e vão até a Praça Baudoyer. Festança liberada para todas as idades e públicos, ocorrendo no período da tarde, das 13h30 às 19h.

Outra famosinha é a folia de Veneza, na Itália. Um toque de elegância premia os festejos italianos que são repletos de jantares, concertos e óperas, além dos famosos bailes de máscaras. Tradição européia nos ares. As ruas também abrem espaço para desfiles e um mar de gente fantasiada.

Oceania

(foto: Wikimedia Commons/Reprodução)
(foto: Wikimedia Commons/Reprodução)


Inspirada no francês Mardi Gras, a farra australiana abre as ruas de Sydney para um desfile supercolorido e animado. As atrações são inúmeras, têm opções culturais como peças de teatro e exposições, há as farras na rua com direito a trio elétrico na potência máxima, há opções tranquilas para levar a família e a criançada, como agradáveis piqueniques em parques. A cidade toda entra em festa e as pessoas caem na gandaia.

Com uma pegada mais política, o Mardi Gras também é o momento para o público LGBTQ tomar as praças e estenderem as lindas bandeiras de arco-íris. Amor e respeito são palavras-chave nessa folia bonita.

África

(foto: Ian Barbour/Fickr/Reprodução)
(foto: Ian Barbour/Fickr/Reprodução)


Lá a alegria é característica ímpar, assim como aqui no Brasil. Aliás, as semelhanças são muitas entre os dois festejos. A cidade do Cabo, na África do Sul, é a detentora da maior folia de carnaval do continente africano. Carros alegóricos e pessoas fantasiadas atraem a atenção dos moradores de países vizinhos. A festa tem o propósito de multiplicar a diversidade e abrandar o preconceito.

Inspiração não falta para pintar os rostos e as alegorias. A natureza selvagem e árida dos desertos e savanas sempre aparecem como referência de fantasias. Além, é claro, da rica cultura das tribos. 


* Estagiária sob supervisão de Taís Braga

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade