Publicidade

Correio Braziliense

Partiu, praia!

Deu saudade das férias? Que tal aproveitar o carnaval e descansar, ou não, apreciando paisagens maravilhosas, sentindo o calor do Sol e degustando as delícias da culinária em Porto de Galinhas?


postado em 12/02/2020 18:00 / atualizado em 12/02/2020 16:15

(foto: Bruno Lima - MTur/Divulgação)
(foto: Bruno Lima - MTur/Divulgação)


O ano novo recolocou o brasiliense de volta às obrigações profissionais e educacionais em um clima que mescla chuvas fortes e muito calor. Quem aproveitou as férias em outra cidade, não vê a hora da próxima viagem. E por que não no carnaval? Com a folia batendo à porta, uma ótima opção para os amantes de Sol, biodiversidade e regiões litorâneas é Porto de Galinhas, praia localizada em Ipojuca-PE, a 40 minutos de Recife.

E o visitante pode encontrar pelo menos cinco maravilhosas praias na região, sem falar nas piscinas naturais de Porto de Galinhas. Ipojuca é uma cidade com opções turísticas para todos os gostos. No carnaval, ela fica ainda mais democrática. O perfil de quem reserva um dos 13,5 mil leitos divididos entre 16 hotéis e 230 pousadas durante o período de folia é do turista que deseja descansar. Diferentemente de Recife, destino mais voltado para as famílias.

No Carnaval, 52% dos turistas que vão a Porto de Galinhas estão em companhia dos filhos. Outros 39% são casais. Os que desejam aproveitar as festividades, podem encontrar blocos de família ou ir para a vila ver as bandas nas pracinhas e os blocos tradicionais pernambucanos. O viajante que deseja alternar momentos de descanso com a folia, pode aproveitar dos dois mundos, de resorts, pousadas e praias a festas em Recife.

Opções turísticas não faltam em Porto de Galinhas e seus 2km de extensão. Ela e as demais praias são belíssimas e sem óleo, — problema resolvido pelo governo de Pernambuco desde o ano passado — perfeitas para quem busca um bronzeado ou para os que gostam de mergulhar. As águas são limpas, sem sargaço. O cuidado fica por conta do nível da maré, que pode provocar ondas mais altas.

Os deslocamentos pela orla podem ser com emoção, ou sem, nos tradicionais passeios de bugue. É bem verdade que o turista encontra tradicionais serviços de transporte, como táxi, van ou até Uber. Mas deixe isso para quando for a Recife ou outro destino; afinal, não é sempre que se tem a opção de fazer um city-tour no litoral com direito a Sol e vento no rosto, uma sensação única para quem rala diariamente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade