Publicidade

Correio Braziliense

Diversão o ano inteiro


postado em 12/02/2020 18:30 / atualizado em 12/02/2020 16:17

(foto: Bruno Lima - MTur/Divulgação)
(foto: Bruno Lima - MTur/Divulgação)


O turista que ainda não decidiu onde passar o carnaval e vê com bons olhos a ideia de ir a Porto de Galinhas deve acelerar a tomada de decisão. A cidade está com 93% de sua ocupação máxima e a previsão é que, até a data festiva, consiga atingir a lotação máxima. Hoje, com o advento da tecnologia, muitas das negociações têm acontecido em cima da hora e as pessoas têm reservado com menos antecedência, mas é bom não contar com a sorte.

Durante o período de festividades, o viajante encontra diárias em pousadas que vão de R$ 150 a um quarto em um resort a R$ 3 mil, destaca Brenda Silveira, diretora executiva do Porto de Galinhas Convention & Visitors Bureau. Mesmo nos resorts, há a possibilidade de locação de leitos a um custo mais baixo. E vale a pena, seja no Hotel Village Porto de Galinhas, Kembali Hotel, Vivá Porto de Galinhas Resort, Porto de Galinhas Praia Hotel, Summerville Beach Resort, Hotel Solar Porto de Galinhas ou outros. No carnaval, todos aproveitam a temática para fazer suas programações.


O turista que entender que é melhor aguardar após o período de festividades pode encontrar boas condições de preços e ofertas entre março e julho. As máximas continuam em torno de 30ºC em março, mas chegam a variar após esse período, chegando a cair um pouco, para algo próximo de 26ºC. É uma época chuvosa e imprevisível, onde pode ter a sorte de de não chover e encarar apenas dias de sol. De toda forma, o risco de chuva faz os preços caírem. As diárias ficam entre R$ 100, por um quarto em uma pousada, a R$ 1 mil, em um resort, informa Silveira.

Eventos

Nem só de folia e lazer vive Ipojuca (PE). Porto de Galinhas também é famosa por oferecer um destino voltado a eventos. Entre agosto e novembro, muitas empresas costumam reservar leitos nos hotéis para promover congressos, seminários, convenções e demais encontros profissionais. “É um turismo forte para o lazer, mas temos, também, este outro mercado, que é importante para diminuir nossa sazonalidade. Eventos que, normalmente, ocorrem fora de feriados e períodos de férias, e, por isso, é um mercado importante para nós, também. E Brasília é um de nossos principais clientes”, destaca a diretora executiva do Porto de Galinhas Convention & Visitors Bureau. (RC)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade