Turismo

A cartilha do paraíso

O território das Ilhas ABC - Aruba, Bonaire e Curaçao - concentra lindas praias, perfeitas para relaxar. Nas cidades, o clima praiano se mistura com a arquitetura europeia

Arthur H. Herdy
postado em 12/03/2020 10:00
 (foto: Arthur H. Herdy/Divulgação)
(foto: Arthur H. Herdy/Divulgação)
Vista do mar azul e cidade ao fundo

Caribe é sinônimo de areia branquinha, clima relaxante, Sol a pino e tons de água que mais parecem os de uma piscina de azulejos. A região concentra diversos países com essas características. Logo acima da vizinha Venezuela está localizado o território das Ilhas ABC, Aruba, Bonaire e Curaçao.

Voando de Brasília, pode-se chegar aos destinos, com conexões, por companhias nacionais e internacionais. Uma boa opção é via Cidade do Panamá, a seis horas da capital. Ainda há a alternativa dos cruzeiros saindo de outros tantos pontos de interesse caribenhos.

Em comum, além dos já enumerados predicados paisagísticos, esses territórios integraram as Antilhas Holandesas, fato notável principalmente na arquitetura. Atualmente, Aruba e Curaçao fazem parte do Reino dos Países Baixos e Bonaire é considerada um tipo de município especial. Quem os conhece, certamente comprova a beleza e o clima perfeito para uma temporada de lazer. Quem ainda não visitou estes paraísos, aproveite as dicas e programe-se. O famoso ABC do Caribe vale a pena.


ARUBA - Eagle Beach

Árvore em areia de praia com mar turquesa ao fundo
;Bon Bini;, diz o aviso aos que chegam de navio a Oranjestad, sem dúvida a mais moderna das três capitais das Ilhas ABC. Significa ;Sejam bem-vindos;, em papiamento, mistura de holandês, português, espanhol e outros dialetos. Não fosse o sinal, o turista até poderia pensar que está em algum destino nos Estados Unidos ; a cidade parece um pouco a Flórida que vemos nos filmes por causa dos hotéis de famosas redes, cassinos, shoppings e lojinhas estilosas nas ruas principais.

Na hora de colocar a roupa de banho, um dos destinos de praia mais famosos é a Eagle Beach. Porém, antes de se esbaldar nas águas de belo tom azul, tome um tempinho em outro ponto turístico feito pela natureza: a árvore Fofoti Tree e seu design inventivo, digamos assim. Frondosa, ela pende em direção ao sudoeste como se estivesse tomando um ventinho. Nada mais apropriado.


CURAÇAO - PortoMari

Vista superior de praia com montanha com vegetação e mar turquesa ao fundo
Depois de dar uma volta no centro de casinhas coloridas da capital Willemstad, uma interessante mistura cultural dos Países Baixos com o Caribe, a dica é pegar um táxi e conhecer PortoMari. Ali, impera o clima de tranquilidade e a ordem parece ser uma só: descansar. Ou seja, não há aquele agito tão comum nos balneários brasileiros.

Prédios coloridos à beira-mar
Nessa calmaria, silenciosos turistas aproveitam as férias absortos na leitura, comendo sanduíches ou ainda de olho nos porcos selvagens. Parece estranho, mas é isso mesmo. Enquanto os banhistas se bronzeiam entre um mergulho e outro, os animais adentram a faixa de areia, deitam-se à beira-mar, viram parceiros de selfies de alguns destemidos e partem como os donos da praia. Fique ligado. Se em terras brasileiras o maior medo é um arrastão, neste ponto de Curaçao o perigo talvez seja um bicho gigante atrás do seu lanchinho.


BONAIRE - Sorobon Beach

Recife formado à beira de areia branca
Não tão conhecida do grande público assim como as vizinhas, a ilha é destino importante para mergulhadores, que desbravam seus mares de água cristalina, e também para quem deseja observar os elegantes flamingos. A melhor dica é contratar um guia, com transporte incluído, ou alugar um carro.

[FOTO6]
Sugestão de passeio: a caminho da praia de Sorobon Beach, garanta uma bela foto nas salinas à beira da estrada. As faixas paralelas são rosadas por causa das artêmias, um tipo de crustáceo minúsculo. Seguindo em frente ainda são atrações o Willemstoren Lighthouse, farol de 1837, e antigas habitações de escravos, partes da história de Bonaire. No destino final, o banhista deve estar atento, pois divide espaço no mar com praticantes de esportes aquáticos, por exemplo o windsurfe.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação