Mercedes desenvolve carro para varrer criminosos das ruas em 2025

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/01/2013 10:15

Estado de Minas

Mercedes-Benz/Divulgação
Comportamento, estilo e a expectativa de vida dos seres humanos não param de se modificar ao longo dos tempos. Na próxima década, a população mundial provavelmente ultrapassará os 8 bilhões e o número de pessoas vivendo nas cidade aumentará de maneira considerável. As grandes concentrações urbanas aliadas ao novo modo de vida dos mais velhos, crias das gerações X e Y, e dos mais jovens, farão com que as forças policiais também se adaptem para manter a ordem num cenário que tende a ser extremamente caótico e conturbado. Pensando nisso, a Mercedes adaptou seu clássico modelo Classe-G para auxiliar no combate ao crime em 2025 e desenvolveu o Ener-G-Force.

Invocado ecológico


Criado especialmente para o Desafio de Design do último Salão de Los Angeles, em dezembro, que instigava os designers a apresentarem projetos de veículos especiais para a polícia no ano de 2025 e que fossem ecologicamente corretos, o Ener-G-Force tem como maior trunfo o hydro-tech converter. O mecanismo consiste no armazenamento de água reciclada em tanques no teto do SUV. Posteriormente, o líquido vai para o conversor, onde os recursos se transformam em hidrogênio e, por conseguinte, combustível para o enfezado e parrudo utilitário que, mesmo mal-encarado, é ecologicamente correto. O Ener-G-Force conta ainda com um sistema de escaneamento de topografia para servir e proteger melhor.

Clássico repaginado

Mercedes-Benz/Divulgação
Apesar dos traços futuristas, o utilitário mantém as principais características estéticas de seu embrião, o Classe G. O “tratorzão “, que começou a ser comercializado em 1979, impõe respeito. O conceito também. Mesmo com linhas mais limpas e curvilíneas, o policial ainda demonstra a tradicional truculência e o ar tenso, porém com demonstrações claras de sua energia, fôlego e luxuosidade. Esse SUV seduziria até mesmo o tradicionalista Marion Cobretti – dono de um Mercury 1949 –, o intrépido agente de polícia interpretado por Sylvester Stallone em Cobra.

Direitos civis

O defensor da lei conceitual pode chegar ao mercado no futuro. E para todos. A equipe da Mercedes-Benz ficou tão empolgada com o projeto que já até pensa em emplacar o modelo nas linhas de produção da montadora de Stuttgart. Mesmo com toda a excitação, o Ener-G-Force perdeu o concurso no Salão de Los Angeles para o SHARC, dos japoneses da Subaru. Isso pouco importa, pois o Mercedão é testosterona pura, ao contrário de seu concorrente, e serviria como um ótimo conquistador de galantes donzelas. Além de ser um vigilante implacável.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.