Câmara se prepara para não igualar o caso de Raad Massouh ao de Donadon

Pelo menos 10 dos 24 distritais vão declarar sua posição em plenário mesmo se a Justiça decidir por sessão fechada no caso Raad

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/08/2013 06:05 / atualizado em 30/08/2013 15:52

Breno Fortes/CB/D.A Press

 

Na esteira do desgaste sofrido pela Câmara dos Deputados, que, em votação secreta na quarta-feira, manteve o mandato do deputado federal Natan Donadon (sem partido — RO), a Câmara Legislativa se prepara para não passar por situação semelhante na análise do caso do distrital Raad Massouh (PPL), cuja cassação por quebra de decoro está prestes a ir a plenário. Pelo menos 10 dos 24 distritais pretendem fazer declaração pública de voto caso o parlamentar consiga na Justiça que a sessão de análise do seu processo seja fechada.



Leia mais notícias em Cidades

Hoje, o Regimento Interno da Câmara Legislativa e a Lei Orgânica (confira O que diz a lei) preveem que a votação seja aberta. O último passo que falta para o futuro de Raad chegar ao plenário é o aval da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que vai votar na próxima terça-feira o parecer de Cláudio Abrantes (PT), favorável à cassação.

O deputado do PPL é acusado de participar de um suposto esquema de desvio de recursos de emenda de R$ 100 mil, liberada por ele em 2010, para um evento em Sobradinho. O caso foi investigado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público do DF e dos Territórios, que viram indícios de crimes. O processo na Câmara começou a tramitar no fim de 2012 e já passou, com indicativo de cassação, pela Corregedoria e pela Comissão de Defesa de Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.



Participe da discussão sobre o voto aberto na Câmara dos Deputados pelo twitter com a hashtag #fimdovotosecreto
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
IVONÍ
IVONÍ - 30 de Agosto às 20:05
DEVERIA ENTRAR NA ELEIÇÃO DE 2014 UM PLEBISCITO PARA ACABAR COM ESTA POCILGA DISTRITAL.ESTE ANTRO SÓ SERVE PARA SUGAR DINHEIRO DO POVO E APADRINHAR VAGABUNDOS.ABAIXO TODA ESTA CORJA.
 
Eliade
Eliade - 30 de Agosto às 18:11
Não vejo utilidade em CLDF e Administrações Regionais, são simplesmente CABIDES DE EMPREGO, nada mais que isso. Vão em qualquer uma dessas Administrações Regionais e vejam o tanto de gente lotada nesses lugares tudo terceirizados tudo na base do QI.
 
Eliade
Eliade - 30 de Agosto às 18:10
É incrível a quantidade de pessoas nessas Administrações Regionais um bando de desocupado, fazendo nada o dia inteiro pra receber salário no final do mês, é um ABSURDO, é revoltante, enoja, é um círculo vicioso quando entrar o próximo governador muda os administradores e outro GALERÃO VAI MAMAR.
 
Eliade
Eliade - 30 de Agosto às 18:08
Essa CLDF não passa de um CABIDÃO DE EMPREGO. Nem concurso para esse órgão há, são poucos servidores a grande parte é terceirizados como nas Administrações Regionais, apenas CABIDE DE EMPREGO. Não há necessidade de CLDF e Administração Regional é muita ROUBALHEIRA. CLDF = Casa do Espanto do DF.
 
Antonio
Antonio - 30 de Agosto às 15:18
VAMOS DA UM BASTA NESTE DEPUTADOS CORRUPTOS. MAS AI NA CAMARA LEGISLATIVANÃO É SO O RAAD NÃO? TEM VARIOAS AI QUE PRECISAM SER CASSADOS. A LISTA É GRANDE. VAMOS FAZER JUSTIÇA E CASSAR TODOS BEM COMO O BENEDITO DOMINGOS.
 
CARLOS
CARLOS - 30 de Agosto às 15:10
NÃO VAI OCORRER, IGUAL A CÂMARA DOS DEPUTADOS FEDERAIS. PARECE, QUE A CÂMARA DISTRITAL TEM UM POUCO DE CARÁTER. VÃO CASSAR O DEPUTADO DISTRITAL CORRUPTO, ASSIM, COMO VAI COLOCAR EM VOTAÇÃO A CASSAÇÃO DOS DEMAIS CORRUPTOS. A JUSTIÇA, VAI REAVER AS QUANTIAS ROUBADAS. ISTO, VAI ACONTECER....
 
marcos
marcos - 30 de Agosto às 14:06
vem pra rua...vem pra rua...vem pra rua...vem pra rua. Aguardem!
 
raimundo
raimundo - 30 de Agosto às 13:45
O caso Raad é igual aos outros 3,sem diferença nenhuma.Caçar o Raad tem como finalidade acabar com a concorrência no próximo pleito.Assim como merece ser caçado os outros 3 tem mais motivos para tal.Sobradinho não tem concorrência com deputados da casa.
 
terezinha
terezinha - 30 de Agosto às 13:21
em época de eleição todo candidato a cargo politico tem o mesmo discurso, cheio de boas intenções e disposição p/ melhorar a vida do povo. depois da eleição é uma aminésia que sai de baixo,so pode ser a dosagem elevada de poder e dinheiro,tem antidoto??
 
PEDRO
PEDRO - 30 de Agosto às 12:58
TODOS NOS SABEMOS QUE OS QUE ESCONDER O VOTO VOTOU A FAVOR DO HOME UAI!!!!CLARO!! OU ACHA QUE NOIS É BESTA?!!!! RUM.
 
angela
angela - 30 de Agosto às 12:15
Isso é uma vergonha!!!!!
 
jorge
jorge - 30 de Agosto às 11:54
este caso é mais um de todos os caso e descasos que foram feitos pela câmara, se cassarem Benedito este sabe muita podridão dos outros, massou não pegou nada perto de muitos, a câmara legislativa deveria mudar para a PAPUDA onde ja tem 01, e transformar o prédio em uma grande faculdade, esperemos .
 
Messias
Messias - 30 de Agosto às 11:45
Acho que a vida pregressa dos "homens públicos", quando levantado qualquer ato delinquente, deveria ser investigada. Pode ter cometido um rosário de crimes contra a administração pública, antes de se tornarem "homens públicos", passando a ser esta atividade, mais uma forma de realizar seus desejos.
 
Jucones
Jucones - 30 de Agosto às 09:56
Eu acho que vai ocorrer a mesma coisa que aconteceu na Câmara dos Deputados. Ver para crer.
 
Vivalde
Vivalde - 30 de Agosto às 09:07
Casa dos Horrores, inútil, até quando vamos suportar estes vermes.
 
Fábio
Fábio - 30 de Agosto às 06:51
Como já dizia o cantor e filósofo Bezerra da Silva: "- Se gritar pela ladrão, não fica um meu irmão." Aguardem que 2014 está chegando. O povo brasiliense exige uma política alternativa, pois esta já está saturada deste que já estão aí.