Vídeo: Entregador sofre ofensas racistas em Valinhos (SP) e registra BO

Caso repercutiu nas redes sociais depois que o vídeo da agressão ser divulgado

Correio Braziliense
postado em 07/08/2020 17:02 / atualizado em 07/08/2020 20:24
 (foto: Twitter/ reprodução )
(foto: Twitter/ reprodução )

Um vídeo com cenas de racismo viralizou nas redes sociais nesta sexta-feira (7/8). Nas imagens, é possível ver um homem branco discutindo com um entregador de aplicativo. O homem dispara para o entregador ofensas como "lixo" e "semianalfabeto". Em certo ponto, ele chega a apontar para a própria pele e falar que o entregador negro tem inveja dele.

As imagens foram feitas por um morador de um condomínio de luxo em Valinhos, região metropolitana de Campinas (SP) e ocorreu em 31 de julho. Na noite desta quinta-feira (6/8), a mãe de Matheus Pires, o entregador ofendido, compartilhou o vídeo nas redes sociais. Um boletim de ocorrência foi feito.

A discussão teria começado quando Matheus foi entregar uma refeição no condomínio e chegou atrasado.


Nas redes sociais, as pessoas reagiram defendendo Matheus. "Racista" e "Que nojo" foram parar nos Trending Topics do Twitter.

A atitude de Matheus também é muito elogiada. Durante toda a agressão ele se mantém calmo e responde. "Eu também posso ser a mesma coisa que o senhor", diz em certo momento.

O presidente Jair Bolsonaro repudiou a cena. Vários personalidades se manifestaram em defesa do entregador, como o ex-BBB Babu Santana; deputados federais Tabata Amaral (PDT-SP), Carla Zambelli (PSL-SP) e Orlando Silva (PCdoB-SP); e o apresentador Luciano Huck, que postou um vídeo conversando com Matheus e disse que dará uma moto a ele.



Pelas redes sociais, o iFood prestou solidariedade ao entregador e disse que está tomando providências. "Racismo é crime. Nós, do iFood condenamos qualquer forma de preconceito ou discriminação e por isso nos solidarizamos com o entregador Matheus, vítima do crime racial praticado por um consumidor na cidade de Valinhos conforme vídeo que circula nas redes sociais. O iFood descadastrou o usuário agressor da plataforma e oferecerá à vítima apoio jurídico e psicológico.", afirmou.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação