Pandemia

Covid-19 já fez 112.304 vítimas no Brasil e infectou mais de 3,5 milhões

Quem lidera o ranking brasileiro é São Paulo, com 27.905 óbitos pelo novo coronavírus

Bruna Lima
postado em 20/08/2020 18:46
 (foto: Nicolas Asfouri/AFP)
(foto: Nicolas Asfouri/AFP)

O Brasil registrou, nesta quinta-feira (20/8), mais 1.204 mortes e 45.323 novas confirmações de covid-19. Com isso o país acumula 112.304 perdas e 3.501.975 infecções desde o início da pandemia e, mesmo estagnado há semanas na progressão da doença e com taxas de contágio pela primeira vez dentro dos níveis de controle, continua ocupando a segunda posição mundial em números absolutos da pandemia. Isso porque o país vive um platô em altos patamares, com cerca de novas 40 mil infecções e mil mortes por dia.

Atualmente são 22 unidades federativas com a confirmação de mais de mil mortes cada. Quem lidera o ranking brasileiro é São Paulo, com 27.905 óbitos pelo novo coronavírus. O Rio de Janeiro é o segundo com mais fatalidades, que, nesta quinta-feira, ultrapassou a barreira de 15 mil vítimas da doença (15.074). Os dois são os únicos estados que têm mais de 10 mil mortes.

Em seguida estão: Ceará (8.245), Pernambuco (7.303), Pará (6.027), Bahia (4.685), Minas Gerais (4.436), Amazonas (3.537), Maranhão (3.315), Espírito Santo (2.980), Rio Grande do Sul (2.948), Paraná (2.891), Goiás (2.558), Mato Grosso (2.457), Paraíba (2.244), Distrito Federal (2.200), Rio Grande do Norte (2.133), Santa Catarina (1.918), Alagoas (1.784), Sergipe (1.757), Piauí (1.660) e Rondônia (1.045).

No pé da tabela estão: Mato Grosso do Sul (686), Amapá (626), Acre (595), Roraima (576) e Tocantins (547).

Em relação ao número de casos, apenas o Acre tem menos de 40 mil confirmações (23.322, no total). Atingiram a marca nesta quinta-feira o MS (40.201) e TO (40.786). No outro extremo, com mais de 200 mil confirmações estão: SP (730.828), BA (228.596), RJ (205.916) e CE (202.422).

 

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação