Balanço

Após 12 dias, Brasil volta a registrar mais de 50 mil casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Com isso, o país já acumula 4.092.832 diagnósticos positivos e 125.521 perdas em decorrência da covid-19

Maria Eduarda Cardim
postado em 04/09/2020 19:17 / atualizado em 04/09/2020 19:58
 (foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)
(foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

O registro de novos casos e óbitos do novo coronavírus parece não dar trégua. Nesta sexta-feira (4/9), o país voltou a registrar mais de 50 mil infecções nas últimas 24 horas. Mais 51.194 infecções e 907 mortes pelo vírus foram confirmadas nesta sexta-feira (4/9) pelo Ministério da Saúde. Com isso, o país já acumula 4.092.832 diagnósticos positivos e 125.521 perdas em decorrência da covid-19.
O Brasil não registrava mais de 50 mil casos pela covid-19 nas últimas 24 horas desde 22 de agosto. Ou seja, o país passou 12 dias sem confirmar registros na casa dos 50 mil. Mesmo com as atualizações diárias em um nível mais baixo na última semana, o país ultrapassou ontem a marca de 4 milhões de infectados.

Hoje, outra marca triste foi atingida. Com a confirmação de mais 907 mortes pelo vírus, a nação brasileira passou a marca de 125 mil vidas perdidas em decorrência da doença. No total, são 125.521 vítimas.

Atualmente, 22 unidades federativas acumulam mais de mil mortes cada. Quem lidera o ranking negativo é São Paulo, com 31.091 óbitos pelo novo coronavírus, acumulando mais de um quarto das mortes brasileiras. O Rio de Janeiro é o segundo com mais fatalidades, com 16.467 vítimas da covid. Os dois são os únicos estados que têm mais de 10 mil mortes.

Em seguida estão: Ceará (8.555), Pernambuco (7.645), Pará (6.228), Minas Gerais (5.708), Bahia (5.590), Amazonas (3.834), Rio Grande do Sul (3.650), Paraná (3.505), Maranhão (3.488), Goiás (3.400), Espírito Santo (3.235), Mato Grosso (2.873), Distrito Federal (2.681), Paraíba (2.517), Santa Catarina (2.376), Rio Grande do Norte (2.281), Alagoas (1.917), Sergipe (1.880), Piauí (1.868) e Rondônia (1.172). No pé da tabela estão: Mato Grosso do Sul (939), Tocantins (730), Amapá (670), Acre (623), Roraima (598).

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação