Violência

Em Minas Gerais, ex-secretário de saúde morre após ataque com facão

Suspeito foi preso, mas, antes, causou uma explosão ao tentar colocar fogo na própria casa durante ação da Polícia Militar

Estado de Minas
postado em 06/09/2020 17:06
 (foto: Reprodução/Redes Sociais)
(foto: Reprodução/Redes Sociais)

Israel Alves, ex-secretário de saúde do município de Campo Belo, no Sul de Minas, morreu na manhã deste domingo (6) após ser esfaqueado no Bairro Vieiras. De acordo com a polícia, o ataque aconteceu na noite de sábado (5), quando a vítima saia de uma residência.

Segundo a polícia, o ex-secretário, de 59 anos, foi atingido com golpes de facão e estava acompanhado do deputado estadual Duarte Bechir (PSD) em uma visita política. “O ataque aconteceu quando a vítima e a testemunha estavam em direção ao carro. Israel foi surpreendido por um homem que estava com um facão”, explica a assessoria de imprensa da Polícia Militar.

A PM informou que Israel tentou fugir, mas foi perseguido. “Uma outra testemunha apareceu e em defesa a vítima, atacou o suspeito com uma pá”, completa.

Israel foi socorrido em estado grave para a Santa Casa de Campo Belo, onde passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos. O corpo dele foi encaminhado ao IML da cidade.

O suspeito de 33 anos, que tem distúrbio psicológico, foi identificado e preso pela PM. “O homem foi preso em casa. E durante a ação da polícia, o suspeito colocou fogo na residência. Houve uma explosão no imóvel e parte das chamas atingiram as pernas do suspeito”, ressalta.

O homem foi encaminhado para o Pronto Atendimento Médico (PAM) e, em seguida, levado para a Delegacia de Polícia Civil de Campo Belo. A reportagem tentou contato com a polícia civil para saber detalhes da prisão, mas até o momento, não obteve respostas.

Ainda de acordo com a PM, o deputado Duarte Bechir não ficou ferido durante o ataque.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação