GOIÂNIA

Mulher é presa após recém-nascido ser encontrado em saco de lixo enterrado no quintal de casa

Polícia agora investiga se ela teve um aborto ou houve um infanticídio

Correio Braziliense
postado em 18/09/2020 19:22
 (crédito: Policia civil de Goiás/ reprodução )
(crédito: Policia civil de Goiás/ reprodução )

A Polícia Civil de Goiás prendeu uma mulher e o genro dela por suspeita de que eles tenham escondido o corpo de um recém-nascido, filho da mulher, em Goiânia. O Conselho Tutelar encontrou o corpo do bebê dentro de um saco de lixo enterrado no quintal da casa em que os suspeitos moram.

O conselho Tutelar chegou até a casa, nesta quinta-feira (17/9), depois de uma denúncia anônima. A polícia não sabe se a mulher teve um aborto ou se os dois mataram o bebê.

Ao portal G1, a conselheira que encontrou o corpo disse que a mulher negou, no início, ter engravidado. Depois, a mulher disse que tinha perdido a criança em aborto espontâneo. A suspeita é de que ela teria tido a criança no sétimo mês de gestação.

A investigação está a cargo da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação