SÃO PAULO

Doze estudantes de medicina testam positivo para covid-19 após festa

Os alunos, que realizam estágio na Santa Casa de Araraquara (SP), precisaram ser afastados. Universidade ressalta que todos estão cumprindo isolamento; inquérito para apurar possíveis desvios poderá ser aberto

Correio Braziliense
postado em 28/09/2020 21:37 / atualizado em 28/09/2020 21:37
Santa Casa de Araraquara -  (crédito: Reprodução/EPTV)
Santa Casa de Araraquara - (crédito: Reprodução/EPTV)

A Santa Casa de Araraquara (SP) afastou 12 estudantes do curso de medicina da Universidade de Araraquara (Uniara), que realizam residência na instituição, após eles testarem positivo para covid-19. Segundo o hospital, ninguém em contato com os internos foi infectado.

O assessor jurídico da universidade, Fernando Passos, disse que estudantes do 5º e 6º anos do curso teriam participado de uma comemoração com cerca de 15 pessoas. Em nota divulgada nesta segunda-feira (28/9), a universidade informou que a confraternização teria ocorrido em ambiente aberto e público, mas não especificou o local.

Nenhuma medida disciplinar foi instaurada pela Santa Casa, pois se tratava de uma confraternização entre alunos que vivem juntos em repúblicas. Entretanto, não descartou abertura de inquérito mais adiante para apurar possíveis desvios.

A Secretaria de Saúde da região informou que tomou conhecimento de todos os casos e está ciente das providências que foram imediatamente adotadas pela coordenadoria do curso e pelo hospital. Ressaltou, ainda, que os alunos que testaram positivo para o vírus estão em isolamento, assim como todos do grupo de residência do qual fazem parte.

Testes

Os primeiros exames foram feitos na última quinta-feira (24/9) em dois alunos. Com o resultado, a coordenação do curso de medicina e o hospital decidiram pelo afastamento dos estagiários positivados e dos demais estudantes que também estiveram na festa, além daqueles que moram juntos.

Busca por contaminados

Por meio de nota, a Santa Casa de Araraquara informou que foi realizada uma busca ativa para identificar os internos que participaram da festa.

Eles foram suspensos de suas atividades no hospital e, todos aqueles com quem tiveram contato, foram acompanhados para checar se havia transmissão da doença. Segundo o hospital, nenhum paciente ou funcionário foi infectado pelos estagiários.

Já a secretária de Saúde, Eliana Honain, afirmou que todos os alunos são testados pela prefeitura frequentemente e, em casos positivados, são afastados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação