CB.Agro

"Água será um recurso em disputa", diz representante da FAO

Segundo Rafael Zavala, o desafio do Brasil é conciliar a produção de alimentos com a preservação da biodiversidade e gerir a utilização de água com responsabilidade

*Israel Medeiros
*Edis Henrique Peres
postado em 16/10/2020 18:54
 (crédito: Ana Rayssa/Correio Braziliense)
(crédito: Ana Rayssa/Correio Braziliense)

A preservação de recursos naturais é o principal desafio da produção de alimentos no Brasil. A afirmação é de Rafael Zavala, representante da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) no Brasil. Em entrevista ao CB.Agro — uma parceria do Correio Braziliense com a TV Brasília, nesta sexta-feira (16), Zavala comentou sobre as dificuldades encontradas no setor agropecuário em relação à utilização de insumos e a necessidade do uso de embalagens recicláveis.

Para o representante da FAO, a principal mudança que precisa ocorrer, para melhorar o manejo e produção da agricultura brasileira, é em relação aos insumos, como água, solo e a infraestrutura para a distribuição de alimentos. “Temos que fazer um esforço por uma melhor utilização dos insumos, sobretudo, água e solo. Um desafio que enfrentamos hoje está relacionado aos níveis de degradação do solo e baixa eficiência dos sistemas de irrigação. Então, água, solo e, também, a infraestrutura de distribuição dos alimentos são três pontos muito importantes. Precisamos fazer um esforço muito grande para eficientizar os canais de comercialização e da utilização das embalagens”, explicou.

Zavala ressaltou a importância da adaptação tecnológica voltada para a agricultura de pequeno porte e destacou que no Brasil se fez um esforço para melhorar a tecnologia. Para ele, é um desafio atingir todos o pequenos produtores e garantir que a agricultura familiar possa ter uma tecnologia adaptada, especialmente no que diz respeito à utilização da água em tempos de mudanças climáticas. “Com as quantidades mais frequentes de secas, a água será um recurso em disputa", pontuou.

Desafio

O especialista destacou, ainda, que uma lição deixada pela pandemia é a da necessidade de digitalizar a agricultura. “Na maior medida possível, temos que digitalizar a agricultura para gerar uma melhor informação da produção dos alimentos e uma melhor informação para o consumidor”, ressaltou. A produção de alimentos saudáveis aliada à preservação ambiental, segundo ele, é um desafio que deve ser encarado pelo Brasil.

Para Zavala, essa é uma responsabilidade que deve ser compartilhada entre sociedade civil, produtores e Estado. “Esse é o desafio do Brasil: continuar produzindo alimentos saudáveis, mas, também, preservando a biodiversidade e o pulmão do mundo que é a região amazônica. [...] Acredito que é uma combinação de responsabilidades entre os setores, sejam produtores, comunidades ou governos. As universidades brasileiras também possuem um papel muito importante”, completou.

*Estagiários sob a supervisão de Andreia Castro

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação