DENÚNCIA

Pai de santo é denunciado por estupro de sete mulheres

Defesa nega as acusações e afirma que o homem é vítima de uma armação das vítimas

Correio Braziliense
postado em 24/10/2020 14:28
 (crédito: Reprodução / Internet)
(crédito: Reprodução / Internet)

O pai de santo Heraldo Lopes Guimarães, 56 anos, é suspeito de ter estuprado sete mulheres em São Paulo. Conhecido como Pai Guimarães de Ogum, ele foi denunciado pelo Ministério Público (MP) por estupro de vulnerável. O MP pede ainda a prisão preventiva do homem até o julgamento. As informações são do G1.

Segundo a publicação, ele atua na religião Umbanda e comanda um templo na Zona Sul de São Paulo, onde teria acontecido a maioria dos abusos contra as vítimas, entre os anos de 2010 e 2019. Duas delas eram menores de 14 anos na época. As outras cinco eram maiores de 18 anos.

Em depoimento, as mulheres disseram que o pai de santo se aproveitava da função de sacerdote espiritual, exercendo domínio psicológico, deixando-as vulneráveis a ponto de se sentirem obrigadas a manter relações sexuais, achando que estivessem se relacionando com uma entidade incorporada e que o ato fizesse parte do processo de cura espiritual. 

Já a defesa de Pai Guimarães nega os abusos e afirma que o religioso está sendo "vítima de uma armação e de denúncias infundadas". Cabe a Justiça decidir se acatará as acusações. O caso corre em segredo de justiça.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação