AGRESSÃO INFANTIL

Criança internada em estado grave em MG; mãe é suspeita de agressão

Menino de três anos teve hemorragia e quebrou um dos braços; médicos também encontraram marcas de mordida e queimadura de cigarro

Agência Estado
postado em 24/10/2020 19:21 / atualizado em 24/10/2020 20:40
 (crédito: Ilustração / Correio Braziliense)
(crédito: Ilustração / Correio Braziliense)

Um menino de três anos foi internado em estado grave esta madrugada (24) no Hospital das Clínicas Samuel Libânio, em Pouso Alegre, no Sul de Minas. Ele sofreu vários ferimentos. A polícia suspeita que mãe e o namorado dela tenham agredido o garoto. O caso foi em Santa Rita do Sapucaí onde a família.
Segundo a assessoria do hospital, o menino corre risco de morrer. Ele quebrou um dos braços e teve uma hemorragia no abdômen. A criança também tem marcas de mordida e queimadura de cigarro. Os médicos desconfiaram da situação e chamaram a Polícia Militar.

A mãe da vítima, uma jovem de 21 anos, foi levada para a delegacia de Pouso Alegre e informou que um guarda-roupas caiu sobre o menino na última terça-feira (20). Ela também disse que levou o filho a um hospital de Santa Rita do Sapucaí, mas ele teria sido liberado após receber atendimento. Nessa sexta-feira (23), a criança passou mal e voltou a ser atendida na cidade, mas os médicos decidiram transferi-la para o Samuel Libânio.


Sobre a queimadura, ela contou que cozinhava quando uma gota de óleo quente espirrou na vítima. A mãe ainda disse que um cachorro teria mordido o garoto e deixado uma marca. “Vi a criança e ela está muito machucada. A versão dada pela mãe não condiz com a gravidade e aparência das lesões. Além disso, a mulher não demonstrou preocupação com o estado de saúde do filho”, afirma o delegado Daniel Leme.

Ainda de acordo com a polícia, o caso é investigado e a suspeita é que a criança tenha sido espancada. O namorado da mulher também pode estar envolvido. O rapaz tem passagem policial por homicídio e ainda não foi encontrado.

A mãe da criança deve ficar presa até a conclusão das investigações. Ela foi encaminhada para o Presídio de Caxambu, também no sul do estado. Um outro filho da mulher, um menino de 2 anos, prestou depoimento e estava com um ferimento na boca. Ele afirmou que foi agredido pelo namorado da mãe.

O Conselho Tutelar em Santa Rita do Sapucaí acompanha o caso e informou que já havia denúncias de maus tratos envolvendo a família.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação