Amapá

Cronograma de rodízio para áreas não essenciais

Correio Braziliense
postado em 09/11/2020 00:55

O cronograma de rodízio de fornecimento de energia elétrica nas 13 cidades do Amapá atingidas pelo apagão foi divulgado, ontem, pela Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA). A alternância no serviço acontecerá até a conclusão do restabelecimento total no estado, previsto pelo Ministério de Minas e Energia (MME) para o próximo fim de semana, sem dia definido. Ontem à noite, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nas redes sociais que “76% da energia no Amapá foi restabelecida”.
O sistema de rodízio funciona com duração de, pelo menos, 6 horas para cada região, porque, segundo a CEA, cerca de 65% da capacidade do sistema elétrico foi restabelecida. Bairros e regiões no entorno de hospitais e de serviços essenciais em Macapá e Santana vão ter o fornecimento mantido 24 horas.
A crise energética no Amapá está se transformando em uma crise de segurança devido à instabilidade no fornecimento de luz à população, contrariando as informações das autoridades de que a situação está se normalizando. Sem energia elétrica desde a última terça-feira (3), quando uma subestação pegou fogo, moradores das cidades do Amapá enfrentam borrachudos e bombas de efeito moral. Na noite de sábado, após visita do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e ao longo da madrugada de domingo, um protesto em Remédios II, no município de Santana, a 20 quilômetros de Macapá, foi reprimido pela tropa de choque do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar, segundo o jornal O Estado de São Paulo.
Ontem, o presidente do Congresso, o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), que visitou Macapá com o ministro, disse que vai exigir junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) investigação rigorosa das responsabilidades da Isolux, responsável pela subestação que pegou fogo, e casse a concessão. A Justiça determinou, no sábado, o restabelecimento da energia no estado em até três dias.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação