COVID-19

Brasil supera 6 milhões de casos de covid-19 nesta sexta-feira (20/11)

Mais 38.397 casos e 552 mortes foram acrescentados no balanço do Ministério da Saúde. País soma 168.613 vítimas

Maria Eduarda Cardim
postado em 20/11/2020 20:04 / atualizado em 20/11/2020 20:42
 (crédito: Acácio Pinheiro/Agência Brasília)
(crédito: Acácio Pinheiro/Agência Brasília)

Com a confirmação de mais 38.397 infecções pelo novo coronavírus registradas nesta sexta-feira (20/11), o Brasil ultrapassou a marca de seis milhões de casos de covid-19. Desde o início da pandemia, 6.020.164 de pessoas já foram infectadas pelo vírus. Além disso, nesta sexta, mais 552 mortes pela doença foram acrescentadas no balanço do Ministério da Saúde, que soma 168.613 vítimas.

Com os novos números, a média móvel de casos e mortes voltou a crescer. De acordo com análise do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), por dia, estão morrendo 554 pessoas e há acréscimo diário de 29.930 casos.

Caso o país registre essa média de infecções e óbitos neste sábado (21), quando finaliza a 47ª semana epidemiológica, ultrapassará os números da 46ª, a última concluída, faltando, para isso, mais 24.193 casos e 434 óbitos. 

Até o momento, do total de infectados desde o início da pandemia, 7,1% estão em observação, o equivalente a 429.449 pessoas. Outros 90,1% estão recuperados — 5.422.102.

Segunda onda

Passado um ano desde o primeiro caso registrado de covid-19, parte do mundo enfrenta uma segunda onda da pandemia. No Brasil, a doença estava em aparente fase de declínio — após um longo período de estagnação em altos patamares —, mas com o fechamento dos números da semana 46, o sinal de alerta voltou a soar.

Dados indicam que algumas regiões do país sofrem com novos surtos e, por isso, uma recorrência da covid-19 não está afastada, sobretudo porque as medidas de proteção individual estão sendo abandonadas, bem como o isolamento social.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE