Operação

Polícia do Rio de Janeiro combate quadrilha que rouba combustível da Petrobras

Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) identificou no Paraná e no Espírito Santo receptadores do combustível roubado

Agência Brasil
postado em 04/12/2020 10:35
 (crédito: Arquivo/Agência Brasil)
(crédito: Arquivo/Agência Brasil)

A Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) cumprem hoje (4/12) 14 mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão contra uma quadrilha especializada em roubar combustível de dutos da Petrobras e da Transpetro. A ação faz parte das segundas e terceiras etapas da Operação Sete Capitães, e ocorre na região norte do estado do Rio.

A primeira etapa da operação ocorreu em novembro de 2019 e cumpriu oito mandados de prisão. Na ocasião, foram identificados os líderes, executores e seguranças da quadrilha, que tinha um policial militar da ativa. 

Integrantes do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do MPRJ, conseguiram identificar receptadores do combustível roubado nas cidades de Rolândia, no Paraná, e Vila Velha, no Espírito Santo. E também nos municípios paulistas de Ourinhos e Iracemápolis.

Os denunciados vão responder por crimes de organização criminosa, furto, receptação, uso de documento falso e comunicação falsa de crime.

Além do Gaeco/RJ, participam da operação a Coordenadoria de Segurança e Inteligência, Polícia Civil do Rio de Janeiro e as Gaecos do São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Espírito Santo.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE