Variação do coronavírus

Anvisa endurece medidas de restrição para voos provenientes do Reino Unido

Precauções foram divulgadas após a descoberta de uma variante do novo coronavírus que circula no Reino Unido considerada 70% mais contagiosa

Correio Braziliense
postado em 22/12/2020 08:13 / atualizado em 22/12/2020 08:14
 (crédito:  AFP / Carl DE SOUZA)
(crédito: AFP / Carl DE SOUZA)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou uma série de medidas de controle sanitário que serão tomadas na chegada de voos provenientes do Reino Unido nos aeroportos internacionais de Cumbica, em São Paulo, e Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro.

As precauções foram definidas após a descoberta de uma variante do novo coronavírus que circula no país europeu, e que é considerada 70% mais contagiosa. Nos últimos dias, diversos países do mundo impuseram restrições à chegadas de voos originários de aeroportos britânicos - inclusive nações sul-americanas, como Argentina, Chile e Colômbia.

De acordo com a nota divulgada na noite de segunda-feira (21/12), será feita uma fiscalização ainda dentro da aeronave. Agentes darão “orientação aos passageiros e tripulantes sobre o monitoramento dos viajantes em solo nacional por autoridades brasileiras de saúde”.

Fiscais vão acompanhar os passageiros até a área de imigração e monitorar o distanciamento social. O acesso à área de free shop será restringido. A Anvisa informou que as medidas já foram colocadas em prática em um voo que chegou ao Galeão por volta das 19h40 de segunda-feira.

De acordo com a Portaria 630/2020, que já havia sido publicada, a partir do dia 30 deste mês a entrada de viajantes por via aérea no país só será permitida com a apresentação de teste laboratorial do tipo RT-PCR, para rastreio da infeção por SARS-CoV-2, com resultado negativo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE