FUTURO

Previsões 2021: "Não é tempo de assumir riscos", alerta taróloga

A pedido do Correio, a taróloga Bianca Levita faz previsões na área da economia e da política nacional em 2021

Victória Olímpio
postado em 01/01/2021 07:00
 (crédito: Divulgação/Bianca Levita)
(crédito: Divulgação/Bianca Levita)

Embora a virada do ano sempre traga a esperança de dias melhores, 2021 não chega com fórmulas mágicas nem soluções milagrosas, adverte Bianca Levita, 42 anos, 29 dos quais dedicados ao estudo de diferentes formas de tarô e do baralho cigano. Após uma série de jogos feita a pedido do Correio, a taróloga concluiu que é preciso abandonar a ingenuidade de que as coisas voltarão a ser como eram de uma hora para outra.

A cartomante ainda falou um pouco sobre questões de trabalho e a economia: "Em 2021, não haverá garantia de sucesso nem de colheita. Condições ruins de trabalho e demissões ainda serão recorrentes", prevê, acrescentando que a economia do país trará números preocupantes. "Não é tempo de agir sozinho, nem de assumir riscos", alerta a neta de ciganos.

Cautela é a palavra. "Pessoas com senso de realidade, ao assumir responsabilidades e a liderança, conseguirão manter sua prosperidade. Experiência e conhecimento poderão gerar ganhos financeiros, mas, neste ano, será necessário economizar e investir para novas chances de progressão profissional", avalia.

Uma boa forma de agir em um cenário tão cheio de incertezas — e que ela enxerga como uma oportunidade positiva em 2021 — é apostar na cooperação. Compras comunitárias e incentivo aos pequenos comerciantes locais poderão fazer grande diferença e gerar novos empregos, aponta.

Política

Na política, o cenário também será bastante turbulento, mostram as cartas. "Será um ano de perdas, desgastes, contrariedades e incertezas. O presidente Bolsonaro, por exemplo, terá que ceder em negociações difíceis", afirma, acrescentando que o Brasil ainda verá traições políticas e lutas pelo poder a custo da saúde e da vida das pessoas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE