Variante inglesa

Cepa mais contagiosa do novo coronavírus é confirmada em São Paulo

Uma mulher de 25 anos e um homem de 34, foram infectados após contato dela com viajantes ingleses, não tiveram quadro clínico revelado, mas Secretaria de Saúde confirmou presença da variante no estado

Bruna Lima
postado em 04/01/2021 17:22 / atualizado em 04/01/2021 17:23
 (crédito: AFP / Ludovic MARIN)
(crédito: AFP / Ludovic MARIN)

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo confirmou, nesta segunda-feira (4/1), os dois primeiros casos no Brasil da variante inglesa, descoberta no Reino Unido e que estudos acreditam ser uma forma mais contagiosa do novo coronavírus. Uma mulher de 25 anos, que teve contato com viajantes que passaram pelo território britânico, e um homem de 34 anos com o qual ela teve contato tiveram diagnóstico confirmado.

“A investigação epidemiológica sobre ambos os casos está em andamento e, por isso, não há mais detalhes sobre quadro clínico e sintomas apresentados pelos pacientes”, informou a Secretaria de Saúde de São Paulo. A identificação foi concluída pelo Instituto Adolfo Lutz, que sequenciou as amostras encaminhadas no último dia 2 de janeiro pelo laboratório Dasa.

De acordo com estudos apresentados no Reino Unido, a nova variante é de 50 a 74% mais contagiosa, mas não se sabe se a cepa é mais ou menos letal do que as já conhecidas. O Adolfo Lutz, no entanto, contesta. “Até o momento, não há comprovação científica de que esta variante inglesa encontrada no Brasil é mais virulenta ou transmissível em comparação a outras previamente identificadas - o comportamento de um vírus pode ser diferente em locais distintos em virtude e fatores demográficos e climáticos, por exemplo”.

Diante das investigações brasileiras para averiguar se chegou ao país a variante, a Agência Nacional de Vigilância em Sanitária (Anvisa) publicou , na sexta-feira (1º/1), uma nota técnica recomendando aos laboratórios adoção de medidas que favoreçam diagnósticos mais amplos, capazes de detectá-la.

A cepa já foi encontrada em vários países, incluindo China, Canadá, Estados Unidos, Portugal, França, Jordânia, Coreia do Sul e Chile.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE