MISTÉRIO

Desaparecimento de três meninos deixa famílias desesperadas, no Rio de Janeiro

Com idades entre 8 e 11 anos, Lucas, Alexandre e Fernando Henrique estão desaparecidos desde o último dia 27

Correio Braziliense
postado em 06/01/2021 06:00 / atualizado em 06/01/2021 09:59
Lucas, Alexandre e Fernando: investigações não encontraram nenhuma pista do paradeiro das crianças -  (crédito: Reprodução/Rede Globo)
Lucas, Alexandre e Fernando: investigações não encontraram nenhuma pista do paradeiro das crianças - (crédito: Reprodução/Rede Globo)

Três meninos, com idade entre 8 e 11 anos, estão desaparecidos desde 27 de dezembro, quando saíram de casa para brincar no campo de futebol ao lado do condomínio onde moram, no bairro Castelar, em Belford Roxo, Baixada Fluminense. Desde então, a polícia faz buscas para tentar encontrar Lucas Matheus (8 anos); o primo dele, Alexandre da Silva (10); e Fernando Henrique (11).

De acordo com os parentes das crianças, os três estavam habituados a brincar sozinhos e tinham como rotina voltar para casa por volta das 14h, para almoçar. As famílias, porém, estranharam e começaram as buscas por conta própria e acreditam que podem estar em algum cativeiro, já que não foram mais vistos depois do dia 27.

“Eles sumiram no dia 27 (de dezembro) e, até hoje, nenhuma pista dessas crianças. Alguém está segurando essas crianças, não estão andando na rua. Eles estão dentro de alguma casa com alguém. Isso é certo. Na rua eles não estão”, disse Sílvia, avó de Lucas e Alexandre, em mais um protesto, ontem de manhã, que cobrou da polícia empenho nas investigações.

De acordo com Hanna Silva, 24 anos, mãe de Alexandre, seu o filho não foi visto no campo de futebol onde dissera que brincaria. Os parentes foram a hospitais em Belford Roxo e nos municípios vizinhos — Mesquita, Duque de Caxias, São João de Meriti e Nova Iguaçu —, ao Instituto Médico Legal e a várias delegacias, mas não obtiveram qualquer pista dos meninos. Também ontem, a polícia fez buscas em uma área de mata, onde costumavam ir para caçar passarinhos, mas nada foi encontrado.

Para piorar o caso, depois que parentes e amigos postaram fotos das crianças nas redes sociais, houve uma enxurrada de desinformações. “Muita gente ligou dizendo que eles foram vistos andando pelas ruas de Belford Roxo, de Cabuçu (Nova Iguaçu), que estavam pedindo comida na rua. Mas, quando chegamos a esses locais, não conseguimos nenhuma pista”, explicou Hanna, acrescentando que todos são tranquilos e jamais sumiram. “Não houve nenhuma briga recente que pudesse provocar uma fuga”, afirmou. A polícia busca por imagens de câmeras de segurança que tenham registrado os passos dos três.

Com informações da Agência Estado

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE