Emergência

Forças Armadas agem para socorrer pacientes com covid-19 no Amazonas

Ações ocorrem desde a última sexta-feira. Cilindros de oxigênio estão sendo transportados para os hospitais da região, bem como equipamentos para a montagem de hospitais de campanha

*Jailson R. Sena
postado em 15/01/2021 16:25
 (crédito: Divulgação/Centro de Comunicação Social da Aeronáutica)
(crédito: Divulgação/Centro de Comunicação Social da Aeronáutica)

As Forças Armadas estão executando três ações para socorrer a saúde pública do estado do Amazonas, segundo o Ministério da Defesa. Entre elas, estão o transporte de oxigênio para Manaus, o apoio ao transporte de pacientes para outras cidades, e o transporte e montagem de módulos de hospitais de campanha.

Desde a sexta-feira passada (8/1), aviões C-130 (Hércules) da FAB vêm transportando oxigênio para a capital do Amazonas. Já foram transportados, inicialmente, mais de 350 cilindros de oxigênio gasoso de 70kg.

Desde quarta-feira (13), passaram a ser transportados mais 36 reservatórios de oxigênio líquido de 1.500 HP da White Martins, a uma média de seis por dia, de Guarulhos (SP) para Manaus.

Destaca-se que o transporte de oxigênio líquido, apesar de demandar medidas adicionais de segurança, permite um aproveitamento bem maior que o gasoso, uma vez que cada litro de oxigênio líquido corresponde, em média, a 860 litros de oxigênio gasoso. As ações devem continuar, pelo menos, até o próximo domingo (17/1).

Na madrugada desta sexta-feira (15/1) uma aeronave pousou na capital amazonense transportando seis cilindros de oxigênio líquido, totalizando 9.300 kg de carga. O trabalho prossegue com previsão de novos transportes.

As Forças Armadas iniciaram hoje (15), o transporte de pacientes, com sintomas leves da Covid-19, para outras cidades, conforme as demandas identificadas pelas autoridades sanitárias. Já estão disponíveis em Manaus dois aviões C-99 da FAB para a realização das evacuações, que serão sempre acompanhadas por equipes de saúde. Na manhã desta sexta-feira foi realizado o transporte de pacientes de Manaus para Teresina (PI).

Além disso, também foram transportados módulos de hospital de campanha para reforçar o atendimento de saúde ao público em Manaus. O transporte dos módulos é feito do Rio de Janeiro e do Recife. A previsão é de que esse hospital tenha a sua capacidade aumentadas em 57 leitos.

*Estagiário sob supervisão de Odail Figueiredo

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE