SUL DE MINAS

Homem é espancado até a morte, suspeito de abusar da filha de 8 anos em MG

Criança estaria com pai quando tudo aconteceu em Varginha; vizinhos teriam ouvido os gritos da menina e se revoltaram. Um suspeito foi identificado

Camilla Dourado - Especial para o Estado de Minas
postado em 21/02/2021 18:06
 (crédito: Reprodução Internet)
(crédito: Reprodução Internet)

Um homem foi espancado até a morte, suspeito de abusar da própria filha de 8 anos, em Varginha, no Sul de Minas. A criança estaria com o pai quando tudo aconteceu na madrugada deste domingo (21/02). Os vizinhos teriam ouvido os gritos da menina e se revoltaram. Um suspeito foi identificado, mas ninguém foi preso.

De acordo com a Polícia Militar, os militares foram acionados pelo Samu para dar apoio ao resgate de Josaphat Sérgio Sigiani, de 43 anos. Ele estava caído próximo a um ponto de ônibus, com ferimentos no rosto. “A equipe do Samu nos relatou que o homem já estaria em óbito”, conforme trecho do Boletim de Ocorrência.

Durante diligências pelo bairro, a polícia encontrou a ex-mulher da vítima e mãe da menina de 8 anos. “Ela informou que a criança estaria em companhia do pai, pois estaria comendo um lanche ali próximo, e que tomou conhecimento que seu ex-marido tinha sido vítima de espancamento e que estaria em óbito”, completa.

Os militares conversaram com a menor que confirmou que o pai teria tentado abusar dela. “Ela disse aos militares que o pai teria tentando lhe beijar e acariciar suas partes íntimas. Tendo ela gritado e com isso, os indivíduos teriam agredido o pai. Informou ainda que já vem sido vítima de abusos por parte do pai por muito tempo, inclusive conjunção carnal, porém não soube precisar quanto tempo”, ressalta.

 O corpo de Josaphat Sérgio foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) e enterrado na tarde deste domingo (21/02), no Cemitério Campal, em Varginha.

Ainda de acordo com a polícia, um dos suspeitos foi identificado, mas até o momento, ninguém foi preso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE