OPS

Advogado compartilha tela por engano e xinga juíza em sessão: 'Filha da p.'

Raphael Bueno participava do julgamento quando acabou compartilhando a tela de seu WhatsApp no computador com o xingamento

Estado de Minas
postado em 07/04/2021 18:18
 (crédito: Reprodução)
(crédito: Reprodução)

Um advogado passou por um constrangimento ao ser flagrado xingando uma juíza no Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região (TRT-9) durante uma sessão virtual.

Raphael Bueno participava do julgamento quando acabou compartilhando a tela de seu WhatsApp no computador com o xingamento.

A audiência aconteceu em 22 de março e contou com a participação da juíza Edinéia Carla Poganski e da advogada Luciana Mattes.

Na sessão, Raphael Bueno compartilhou uma foto publicada no Facebook que mostrava a advogada em uma reunião com uma suposta testemunha.

"Está rejeitada a contradita", disse a juíza, não concordando com o argumento do advogado.

Em um descuido, Bueno acabou compartilhando a tela do WhatsApp Web onde escrevia: "Que filha da p...", se referindo à juíza.

A magistrada não só viu a mensagem ofensiva como reagiu.

"Doutor, o que o senhor escreveu ali? O senhor escreveu 'Que filha da puta'? Quem é filha da puta, doutor?", questionou.

O advogado tentou apagar rapidamente a mensagem e respondeu:

- "Não, excelência!"

- "Está gravando na tela, foi gravado", insistiu a juíza.

- "Não, não estou falando de Vossa Excelência, estou falando da situação."

Confira o vídeo da sessão:

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE