Caso Henry Borel

Caso Henry: Dr. Jairinho é afastado do Solidariedade e tem salário suspenso

O vereador foi preso, preventivamente, nesta quinta-feira na investigação da morte do menino Henry Borel

Thays Martins
postado em 08/04/2021 10:38 / atualizado em 08/04/2021 10:56
 (crédito: Reprodução/TV Globo)
(crédito: Reprodução/TV Globo)

O partido Solidariedade afastou, nesta quinta-feira (8/4), o vereador do Rio de Janeiro Dr. Jairinho. O médico foi preso, preventivamente,  nesta quinta por atrapalhar as investigações da morte do enteado, Henry Borel, de 4 anos.

Em nota, o Solidariedade repudiou atos de violência. "Nós, enquanto um partido formado por cidadãos que buscam um futuro melhor, manifestamos nosso repúdio a todo e qualquer tipo de maus tratos e violência, principalmente contra crianças e adolescentes. Lutamos pelos desfavorecidos e seguiremos atentos aos mais vulneráveis de nossa sociedade", afirma o comunicado.

O vereador é integrante do Conselho de Ética da Câmara dos vereadores, que irá analisar na tarde desta quinta o afastamento do exercício do mandato. Segundo o regimento interno da Casa, o salário de Jairinho foi automaticamente suspenso quando ele foi preso

Henry Borel morreu em 8 de março com diversas lesões pelo corpo. A causa da morte, segundo a autópsia, foi uma hemorragia provocada por lesões no fígado.

O padrasto, Dr. Jairinho, e mãe da criança, Monique Medeiros, afirma que Henry caiu da cama. A Polícia, porém, suspeita que Jairinho agrediu a criança e que a mãe sabia das agressões pelo menos desde fevereiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE