VIOLÊNCIA

Vídeo mostra grávida sendo agredida por PM durante confusão em Minas

Em nota, comando da PM da cidade de Extrema disse que militares também foram agredidos durante abordagem, mas garantiu que vai apurar a conduta de cada policial

Camila Dourado/ Especial para o Estado de Minas
postado em 28/04/2021 17:56
 (crédito: reprodução/EM/redes sociais )
(crédito: reprodução/EM/redes sociais )

Um vídeo que está repercutindo nas redes sociais mostra uma confusão envolvendo pessoas e policiais militares em Extrema, no Sul de Minas. Durante a abordagem, uma mulher grávida foi agredida com socos por um militar.

Em nota, o comando da Polícia Militar esclareceu que foi atender uma ocorrência no Bairro Cachoeira II, na última segunda-feira (26/4). O filho teria ameaçado o pai de morte e ainda teria furado os pneus do carro dele.

“Com a chegada da equipe Policial Militar foi identificado o local em que estava o autor dos crimes de ameaça e danos”, cita trecho da nota enviada pela PM.

Na sequência, o suspeito foi preso e, de acordo com a PM, outras pessoas teriam tentado impedir a ação dos militares com desacatos e resistências. Um vizinho gravou parte da confusão: “Ferrou. Vai dar tiro, hein?!”, disse o homem que registrou a cena.


Umas das mulheres envolvidas está grávida e também foi agredida com socos por um militar. “Essa informação só chegou para os militares quando todos já haviam acalmado e estavam presos”, confirmou o Comandante da PM do 59º Batalhão, Júlio César de Campos Silva.

A Polícia Militar registrou o boletim de ocorrência pelos crimes de dano e ameaças cometidos pelo filho do solicitante e crime de desacato e resistência pelas mulheres que estavam no local.

Em nota, o Comando da PM disse que vai apurar os fatos e a conduta de cada militar na ocorrência. As pessoas envolvidas foram presas em flagrante. Elas passaram por atendimento médico e foram liberadas após assinar um termo de compromisso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE