LESÃO CORPORAL

Idoso tem surto e agride netos com faca e martelo

De acordo com a PM, homem usou uma faca e um martelo para ferir dois adolescentes de 14 e 17 anos e um homem de 32, casado com uma outra neta dele

Cristiane Silva/Estado de Minas
postado em 28/04/2021 18:02
 (crédito: Polícia Militar MG/Divulgação )
(crédito: Polícia Militar MG/Divulgação )

Um homem de 69 anos foi detido por lesão corporal após agredir dois netos menores de idade e o marido de outra neta na madrugada desta quarta-feira (28/4) em Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PMMG), familiares disseram que ele teve um surto.

O caso ocorreu por volta das 4h no Bairro Santa Cecília. Segundo o tenente-coronel Antuer Barbosa Júnior, da 6ª Companhia Independente de Esmeraldas, a família vive no mesmo terreno. Parentes disseram que o idoso tem esquizofrenia, mal de Parkinson e faz uso de medicamentos para os dois casos.

Durante a madrugada, de posse de uma faca de 15 centímetros e um martelo de borracha, ele atacou um neto de 17 anos e uma neta de 14. Os dois são primos. O homem que é casado com outra neta dele tem 32 anos e tentou intervir, mas também acabou ferido com a faca.

De acordo com o policial, as vítimas foram para um hospital de Esmeraldas. Os dois rapazes sofrem cortes superficiais. Já a menina foi atingida por uma martelada na cabeça. Conforme o tenente-coronel, como a unidade não tem um atendimento específico na área da neurologia, ela precisou ser transferida para o Hospital Regional de Betim, mas, segundo ele, o estado de saúde dela não é grave.

“O idoso está sob a guarda da PM. Está bem, está tranquilo. Ele falou que os netos ficaram ‘atazanando’ ele”, conta o militar. “Os netos não contaram o relato. O pessoal (da casa) acordou com os gritos. Ele deve ter acordado, surtado e ido atrás dos netos”, diz o tenente-coronel da PM.

No fim da manhã desta quarta (28/4), a ocorrência ainda estava em andamento. O policial disse à reportagem que uma viatura ficou responsável por apreender os materiais usados na agressão. A polícia foi chamada já no hospital. Após o registro na companhia da PM, o caso será encaminhado à Polícia Civil.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE