IMUNIZAÇÃO

Kalil: 'A prefeitura vai garantir a fase 2 de estudos da vacina da UFMG'

Verba municipal destinada aos estudos da vacina será de R$ 30 milhões

Ralph Assé*/Estado de Minas
postado em 28/04/2021 18:07 / atualizado em 28/04/2021 18:08
 (crédito:  Edesio Ferreira/EM)
(crédito: Edesio Ferreira/EM)

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), anunciou, nesta quarta-feira (28/04), que a prefeitura vai financiar a fase 2 de estudos da vacina contra a COVID-19 da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O valor é de R$ 30 milhões.

“Isso é investimento em ciência. A UFMG foi escolhida como a universidade federal número 1 do Brasil. É um motivo de orgulho de BH e Minas Gerais. Então, a prefeitura vai garantir, sim, a continuidade dos estudos da fase 2 da vacina da UFMG. Nós conveniamos com a UFMG, isso está sendo feito ainda, tudo documentado”, afirmou o prefeito em entrevista à TV Globo Minas.

De acordo com Kalil, a falta de vacina está impedindo o avanço da imunização em BH. “Não há vacina para os municípios, não há vacinas para estados. Nós procuramos todos os laboratórios, inclusive a da vacina russa que foi proibida pela Anvisa”.

“O problema de não comprar a vacina é um só, eu cheguei a dizer isso. Claro que assinei o protocolo, não sei o que vai acontecer. A conclusão que eu chego, pessoalmente, e o secretário de Saúde, de Planejamento e da Fazenda, é que não há vacinas para vendas para municípios e para estados. Essa foi a resposta da Janssen, Astrazeneca, do Butantan, que tínhamos inclusive contrato assinado”, completou.

 

 


* Estagiário sob supervisão da subeditora Ellen Cristie.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE