PANDEMIA

Pedro Araújo, ex-diretor do Senado, morre vítima de covid-19

Conhecido como Pedrão, ele chefiou a Polícia Legislativa por 14 anos, de 2005 a 2019

Correio Braziliense
postado em 30/04/2021 23:21 / atualizado em 30/04/2021 23:26
 (crédito: Reprodução/Twitter)
(crédito: Reprodução/Twitter)

O ex-diretor da Polícia Legislativa do Senado Pedro Ricardo Araújo Carvalho faleceu vítima de covid-19. A morte foi confirmada na noite desta sexta-feira (30/4) pelo ex-presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB).

"Com pesar recebi há pouco a triste notícia de que faleceu o amigo Pedro Ricardo Araújo Carvalho, ex-chefe da polícia do Senado. Em minha gestão como presidente, Pedrão, como era mais conhecido, foi um profissional comprometido, leal e extremamente humano em suas ações", escreveu Eunício Oliveira, nas redes sociais.


O emedebista pediu conforto para a família e os amigos de Carvalho. Também lamentou as perdas sofridas na pandemia de covid-19. "Infelizmente ele é mais uma vida que perdemos para Covid-19", comentou.

A covid-19 também vitimou três senadores: Major Olimpio (PSL-SP), Arolde de Oliveira (PSD-RJ) e José Maranhão (MDB-PB). Em todo o Brasil, já são mais de 403 mil mortes. O descontrole do novo coronavírus e a atuação do governo na pandemia são alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado, a CPI da Covid.

Pedro Ricardo Araújo Carvalho foi diretor da Polícia Legislativa do Senado Federal por 14 anos, de 2005 a 2019. No período, ficou conhecido como Pedrão. Ele só deixou o cargo após a eleição de Davi Alcolumbe (DEM-AP) como presidente do Senado. À época, Alcolumbre considerou a ligação de Pedrão com o MDB decisiva para a troca.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE