Pandemia

Com 2.378 óbitos em 24h, Brasil registra 476.792 mortes por covid-19

Segundo boletim do Ministério da Saúde, foram registrados 52.911 casos nas últimas 24 horas. Na CPI, Marcelo Queiroga diz que não cabe a ele censurar o presidente Jair Bolsonaro pelo não uso de máscara

Ingrid Soares
postado em 08/06/2021 20:14

O Brasil registrou 2.378 mortes provocadas pela covid-19 nas últimas 24 horas, segundo boletim divulgado nesta terça-feira (08/06) pelo Ministério da Saúde. Com a atualização, subiu para 476.792 o total de óbitos causados pela doença no país. Com mais 52.911 novos casos, o total de infectados desde o início da pandemia chegou a 17.037.129.

São Paulo ainda aparece com o maior número de óbitos, 115.309, acumulando 3.378.256 de casos, seguido de Minas Gerais, com 41.720 vidas perdidas e 1.633.388 de diagnósticos positivos, e Rio de Janeiro, com 51.865 fatalidades e 888.367 de registros do novo coronavírus. O Distrito Federal registrou 8.844 mortes e 412.708 pessoas positivas para o vírus até o momento.

CPI da covid

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi ouvido novamente nesta terça-feira. Ele disse que insiste com o presidente Jair Bolsonaro para adoção de medidas não farmacológicas, como uso de máscara de proteção individual e não promoção de aglomerações. 

Queiroga frisou que se trata de uma questão individual e que não é censor do mandatário. “Sou ministro da Saúde, não sou censor do presidente da República. Faço parte de um governo, presidente não é julgado pelo ministro da Saúde. As recomendações sanitárias estão postas, cabe a todos aderir a essas recomendações. Primeira atitude minha foi editar uma portaria para obrigar o uso de máscara no Ministério da Saúde”, disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE