EXPECTATIVA

Validade da Janssen está nas mãos da Anvisa; decisão deve ocorrer esta semana

Lote com 3 milhões de vacinas precisa ser usado até 27 de junho, mas se tiver a data de vencimento estendida pelo órgão regulador ganha sobrevida até 8 de agosto. Imunizante de dose única tem como destino as capitais por "questão de logística", diz Queiroga

Bruna Lima
postado em 14/06/2021 06:00
 (crédito: Kamil Krzaczynski/AFP)
(crédito: Kamil Krzaczynski/AFP)

Apostando na expertise em realizar campanhas de imunização em tempo recorde, estratégia empoeirada pela escassez de vacinas contra a covid-19 para colocar a engrenagem para rodar, o governo federal recebe amanhã 3 milhões de doses da Janssen, com vencimento para o dia 27 de junho. As vacinas ainda precisarão passar 48 horas no Centro de Logística, para, então, serem distribuídas para as capitais. A força-tarefa terá praticamente 10 dias para aplicar todas as doses, que atenderão três milhões de brasileiros, já que o esquema vacinal da Janssen prevê apenas uma aplicação.

Existe a possibilidade de a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) prorrogar nos próximos dias o prazo de validade em até seis semanas, como fez a FDA (US Food and Drug Administration, agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos), que aumentou a data de vencimento de 12 para 18 semanas. Caberá à Diretoria Colegiada da Anvisa decidir sobre o assunto, em reunião nesta semana. Na sexta-feira, representantes da farmacêutica Janssen se reuniram para discutir o pedido de extensão. “A equipe da Gerência-Geral de Medicamentos da Anvisa esclareceu dúvidas e se comprometeu a finalizar a análise das informações apresentadas pela Janssen o mais breve possível”, garantiu a agência.

Em um cenário em que há escassez de insumo e muita gente que ainda não foi vacinada, o fator dose única é uma vantagem importante. Apesar de o imunizante estar liberado no Brasil desde março, para uso emergencial, esta será a primeira remessa a chegar no país e ficará restrita às capitais dos estados. Isso em razão da necessidade de aplicar as doses antes do fim do prazo de validade. “Assim, temos mais agilidade em entregar essas doses à população brasileira”, explicou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmando ser uma “questão de logística”.

Caso haja prorrogação, o prazo de validade das doses do imunizante produzido pelo grupo Johnson & Johnson pode ser estendido até 8 de agosto. O lote antecipado faz parte de um contrato que prevê 38 milhões de vacinas entregues ao país até dezembro. A primeira remessa estava prevista para chegar em solo brasileiro somente em julho. O ministro da Saúde informou ainda que houve um desconto de 25% no valor dos imunizantes e que o pagamento acontecerá apenas pelas doses, de fato, aplicadas.

Ad26.COV2-S

Fabricante: Janssen (Estados Unidos)
Tipo de tecnologia: Vetor viral não replicante
Tipo de aprovação: Emergencial
Quantidade de doses: Uma
Armazenamento: Pode ficar em geladeira comum por até três meses
Taxa de eficácia: Nos estudos, variou entre 66% e 85%

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE