Stand Up

MP recebe denúncia contra humorista que fez 'piada' com atropelamento de ciclista

Defensor público protocolou uma infração penal no Ministério Público de São Paulo contra o humorista Murilo Couto por ele dizer, em um show de stund up, que concordava com "motorista de ônibus que atropela"

Mariana Araújo*
postado em 14/07/2021 13:47 / atualizado em 14/07/2021 14:46
 (crédito: WILLFOTOGRAFO)
(crédito: WILLFOTOGRAFO)

O comentário do humorista Murilo Couto em um show de stand up, e que viralizou no fim de semana, pode render um processo na Justiça. O caso foi denunciado ao Ministério Público de São Paulo (MPSP) nesta quarta-feira (14/7). Murilo falou durante uma apresentação, em tom de piada, que concordava com quem "atropela ciclistas".

O trecho que viralizou é parte de um vídeo maior que estava em seu canal do YouTube, mas foi retirado do ar depois que o caso repercutiu negativamente. Murilo fala com alguém da plateia e questiona sobre qual esporte o espectador pratica. Quando a resposta é ciclismo, ele começa a fazer comentários sobre a modalidade e dispara: “dou razão ao motorista de ônibus que atropela”, justificando que o ciclista atrapalha quem está a 80 km/h.

Após o comentário, o humorista ainda fala sobre como fica irritado quando vê algum praticante do esporte na pista. "Tenho uma raiva quando tá trânsito e vem um ciclista, 'ai é meu direito'. Toma o direito aqui", diz, fazendo o movimento de alusão a bater e jogar para o lado. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), os ciclistas devem utilizar ciclofaixas, ciclovias ou acostamentos. No caso de não haver estes espaços, devem usar a borda direita da pista, no mesmo sentido dos demais veículos.

O comentário foi considerado pela comunidade ciclista uma "piada irresponsável", além de ser caracterizado como incitação ao crime, de acordo com o art.286 do código penal. O responsável pela denuncia é o defensor público Alessandro Tertuliano, que apresentou a queixa como cidadão e praticante da modalidade.

Segundo o servidor, a iniciativa veio através da revolta da classe pela "piada" sobre algo delicado para quem é praticante do esporte. "Sou ciclista amador e pedalo de cinco a seis vezes, toda semana e sinto na pele o perigo que corremos diariamente com motoristas que não gostam de ciclistas como o Murilo Couto", comenta Tertuliano. "Quem não pedala na rua talvez não consiga perceber o porque de tanta indignação. Mas acredite, é super perigoso sair para pedalar, seja em Brasília, seja em qualquer lugar do Brasil", completa o defensor. 

Agora está a cargo do Ministério Público de São Paulo analisar e decidir se o caso deve seguir ou não com a ação penal.

Murilo Couto é conhecido por seu "humor politicamente incorreto". Atualmente ele é comediante do programa The Noite (SBT), apresentado por Danilo Gentili, e estrela o show solo de stand up comedy – Eu só queria ser um artista amado e respeitado pelo Brasil – onde improvisa músicas e aborda temas intitulados “polêmicos”.

O Correio entrou em contato com a assessoria do humorista para um posicionamento sobre o assunto, mas não obteve respostas até a última atualização desta reportagem. O espaço segue aberto para manifestações do artista.

*Estagiária sob supervisão de Hellen Leite

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE