VIOLÊNCIA

Polícia mata traficante jovem e caçada no Rio

Correio Braziliense
postado em 16/07/2021 23:30

A traficante Rayane Nazareth Cardozo da Silveira, conhecida como Hello Kitty, morreu ontem durante um confronto com a Polícia Militar do Rio de Janeiro. A gerente do tráfico no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, na região do Grande Rio, tinha 21 anos e era uma das mais procuradas do estado, pois era o braço direito de Alessandro Luiz Viera Moura — o Vinte Anos —, chefe do tráfico na região, e que também foi morto.


Outros dois homens também morreram e, de acordo com a Secretaria de Estado de Polícia, os feridos chegaram a ser socorridos num carro blindado e levados para o Hospital Estadual Alberto Torres. Mas, segundo as autoridades de segurança, já deram entrada sem vida.


Rayane nasceu em dezembro de 1999 e, ainda jovem, entrou para o crime. Em 2018, foi identificada pela Polícia Civil por participar de alguns roubos da região de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Neves. A partir daí, ficou conhecida pela forte atuação no tráfico em São Gonçalo, tornando-se a pessoa de confiança de Vinte Anos, que mandava na venda de drogas no principal complexo de favelas do local. Rayane ganhou o apelido de Hello Kitty dos companheiros de crime e costumava ostentar nas redes sociais fotos com armas de grosso calibre. Ela chegou a ser presa por tráfico e era investigada por envolvimento em outros crimes, como roubos e homicídios.


Antes de ser morta, ela gerenciava o tráfico na comunidade Nova Grécia, que faz parte do Complexo do Salgueiro. Rayane foi criada no Morro da Ilha da Conceição, em Niterói. Investigações da 78ª DP (Fonseca) apontam que foi ali que deu início ao trabalho no crime. Tentou ser cantora evangélica, experiência que durou poucos meses.


A operação que culminou com a morte de Rayane e de Alessandro aconteceu após denúncias de que uma família estaria sendo feita de refém no interior do Salgueiro — o que não foi confirmado. Ao chegar ao local, policiais e traficantes trocaram tiros em um intenso confronto. Ela e Vinte Anos constavam no Portal dos Procurados, que oferecia uma recompensa de R$ 1 mil por informações que levassem ao paradeiro da dupla. O site é uma parceria do Disque-Denúncia com a Secretaria de Segurança Pública do Rio na busca por criminosos por meio de pistas da população.


Hello Kitty e Vinte Anos eram apontados como sendo importantes integrantes do Comando Vermelho, maior facção criminosa do Rio. A equipe policial apreendeu dois fuzis e duas pistolas. Equipes do Batalhão de Ações com Cães (BAC) e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) participaram da operação.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE