Minas Gerais

Bebê de 2 meses é internada com hemorragia na cabeça e sinais de mordida

Autoridades desconfiam que hemorragia pode ter sido causada por "chacoalhões"; Polícia Civil investiga possível caso de maus-tratos

Estado de Minas
postado em 02/08/2021 18:09
 (crédito: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
(crédito: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)

Uma bebê com 2 meses de idade foi internada no Hospital Municipal de Contagem com hemarrogia na cabeça e hematomas - entre os quais, sinal de mordida - pelo corpo. A Polícia Civil confirmou neste domingo (1º/8) que investiga possívei caso de maus-tratos na cidade da Região Metropolitana de BH.

A serviço de assistência social do hospital acionou a polícia nesse sábado (31/7) depois dos profissionais de saúde da cidade detectarem vários hematomas na criança: um maior na face e outros menores na bochecha e no tórax.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, a criança apresentava uma lesão no pescoço, com sinais de queimadura ou bolha. O bebê também passou por uma tomografia, na qual a equipe médica detectou uma hemorragia na cabeça, possivelmente provocada por solavancos - também chamados por "chacoalhões".

Durante o atendimento, os profissionais de saúde tentaram fazer a mãe, de apenas 17 anos, amamentar a criança. Ela tentou, mas o bebê não aceitou, sendo alimentado somente por sonda.

A adolescente e o pai da criança, de 20, afirmaram que cuidam da criança durante todo o dia e não sabem a origem dos hematomas. A mãe afirmou que os ferimentos podem ter surgido após o bebê ter batido no berço enquanto dormia.

A vítima também passou por exames para verificar uma possível violência sexual. Porém, nada foi detectado.

Os pais foram encaminhados à Delegacia de Plantão da Polícia Civil em Contagem, no Bairro Cidade Industrial.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE